Goiás: Quilombolas recebem a maior ação governamental da história

A comunidade Quilombola Kalunga do Engenho 2, que fica na Serra da Ave Maria, no município de Cavalcante, receberá a maior ação pública de sua história. Nesta quinta e sexta-feira, dias 12 e 13, o Governo de Goiás através Secretaria Cidadã e demais órgãos públicos entrega dezenas de benefícios às famílias quilombolas. São canoas com motores, motos para transporte de agentes de saúde, cheques reforma, transferência de recursos para compra de ambulâncias e mais de 20 serviços do programa Ação Cidadã.

Além de Cavalcante serão beneficiados outros municípios que possuem comunidades quilombolas, como Alto Paraíso, Flores, Monte Alegre, Niquelândia e Teresina de Goiás. Somente com o programa Ação Cidadã serão realizadas emissão de RG, CPF, segunda via de certidão de casamento, corte de cabelo, distribuição de fraldas geriátricas, enxovais para gestantes, entrega de mudas para reflorestamento, além de cursos do Sebrae. Também será ofertado curso de apliques de cabelo, tranças e turbantes na Oficina da Beleza Negra.

A Comunidade Engenho 2 é considerada a maior vila de quilombolas kalungas de Goiás. São 200 famílias residentes. Goiás tem a maior comunidade quilombola do Brasil, somando cerca de 10 mil pessoas.

Agenda de entregas desta quinta-feira
- Trezentos cheques Reforma para Alto Paraíso, Cavalcante, Flores, Monte Alegre, Niquelândia e Teresina de Goiás.
- Cinco canoas e três motores para Associação dos Quilombolas Kalungas.
- Doze motos para Cavalcante.
- Distribuição de fraldas geriátricas, enxovais para gestantes e cobertores.
- Distribuição de mil mudas para reflorestamento.
- Mais de 20 serviços do programa Ação Cidadã (incluindo Oficina da Beleza Negra, emissão de documentos, Passaporte do Idoso, Passe Livre do Deficiente).
- Assinatura da Ordem de Serviço de Transferência de recursos fundo a fundo da SES para SMS de Cavalcante, Teresina e Monte Alegre para compra de três ambulâncias.
- Assinatura de Ordem de Serviço para aquisição de motos para as comunidades de Teresina de Goiás e Monte Alegre.
- Início da reconstrução de duas pontes e um bueiro levados pela enchente no Rio Prata.

Beleza natural
A região habitada pelo povo Kalunga fica na microrregião Chapada dos Veadeiros, Nordeste de Goiás, a 600 km de Goiânia e 330 km de Brasília. Banhada pelos Rios Paranã e das Almas, repleta de cachoeiras. Assim é a região em que habitam as comunidades de quilombolas kalungas em Cavalcante de Goiás. A beleza natural é algo que impressiona os visitantes.

A cachoeira Santa Bárbara é considerada uma das mais bonitas do Brasil. Localizada na comunidade do Engenho 2, suas águas têm vários tons de azul, transparentes e muito limpas, atraem turistas de todas as partes do mundo. A visita à cachoeira é feita por meio de guias que estão à disposição na Central de Atendimento ao Turista (CAT), bem no centro da comunidade.

Às margens do Rio Paranã, afluente do Tocantins, a comunidade dos Kalunga está numa área de Cerrado. A área está dividida em cinco núcleos: Vão do Moleque, Ribeirão dos Bois, Vão das Almas, Contenda e Kalunga, cada um subdividido em várias localidades. Essa área é caracterizada por relevo acidentado, o que dificulta o acesso a essas populações e das comunidades até os centros urbanos. Essa situação foi favorável para manter os Kalungas isolados, preservando a identidade do grupo e o protegendo de ataques dos brancos.

História
Nos municípios de Cavalcante, Monte Alegre e Teresina de Goiás, na Chapada dos Veadeiros, vinte comunidades remanescentes de quilombos mantiveram-se isoladas por quase 300 anos. A população conserva traços de sua cultura e uma forma muito especial de empregar e entoar as palavras.

Kalunga é o nome de uma árvore do Cerrado brasileiro com poderes de cura e também de um córrego no Vão do Paranã. Na língua banto, Kalunga significa lugar sagrado.


Seja o primeiro a comentar on "Goiás: Quilombolas recebem a maior ação governamental da história"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*