OPINIÃO | É preciso fazer um inventário da herança maldita


Por Ricardo Callado


São 11 milhões de desempregados. A inflação que começa a dar sinais de controle a um custo altíssimo para a economia, juros na estratosfera, retração econômica, comércio cerrando as portas. O país está quebrado. É preciso fazer um inventário  da herança maldita do governo Dilma e do PT

Esse caos foi escrito através de mentiras. Esta foi esta a opção escolhida, E de maneira deliberada: mentir ao povo brasileiro, enganar a nossa gente, usar a boa-fé do povo, sobretudo humilde, deste país, para que pudesse ganhar a eleição a todo preço, a todo custo, fazendo o diabo, se fosse preciso, na expressão da própria presidente Dilma.

Nós sabemos, a vida nos ensina que, nas relações pessoais, nas relações públicas sobretudo, a mentira tem um preço, e o preço é alto.

Michel Temer tem legitimidade para assumir a Presidência da República, uma vez que recebeu os mesmos 54 milhões de votos da presidente. E é ele neste momento que terá que consertar os erros do PT.

Não adianta mais ficarmos discutindo o mandato desastroso da presidente afastada, sem sequer ter começado. O que está havendo hoje no Brasil é muito grave, mas não podemos nos iludir que, a partir desse instante, se encerra um ciclo. Ao contrário, estamos apenas no começo. No começo de um caminho que será árduo, difícil, complexo, duro, e que exige grandeza, patriotismo e amor pelo Brasil.

O momento pede um governo de salvação nacional. Essa é a expressão correta, sem exagero, nem tom dramático. Salvar o país do atoleiro, socorrer e resgatar o Brasil do abismo para o qual ele foi empurrado.

Também não podemos nos enganar achando que as panelas serão guardadas, que a população voltará para casa, porque esse ciclo terminou. Será um ledo engano. As panelas voltarão a ser usadas, se não tivermos a exata dimensão da transformação que a sociedade exige.

Não há mais como fazer política nas bases do passado. Não há mais como construir coalizão de governo no toma-lá-dá-cá no balcão de negócios.

Seja o primeiro a comentar on "OPINIÃO | É preciso fazer um inventário da herança maldita"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*