Teori inclui informações de Delcídio sobre banqueiro em inquérito de Lula


O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), acatou hoje (20) pedido do procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, para incluir elementos novos no inquérito contra o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

Entre as peças incorporadas ao inquérito estão trechos da delação premiada de Delcídio do Amaral em que o senador cassado narra o suposto plano de compra do silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e o pedido de proteção de Lula ao pecuarista José Carlos Bumlai. Na delação, Delcídio também faz referência à relação entre o banqueiro André Esteves e Lula.

O inquérito, aberto a partir da delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral, investiga a suposta tentativa de evitar que o ex-diretor da Petrobras assinasse acordo de delação na Operação Lava Jato.

Para Janot, a delação de Delcídio revelou a relação estreita entre Esteves e o Instituto Lula. Para o procurador-geral, o fato isoladamente não representa crime, mas, no contexto das doações, é um fato relevante para algumas investigações em curso.

Seja o primeiro a comentar on "Teori inclui informações de Delcídio sobre banqueiro em inquérito de Lula"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*