Distrito Federal: Vacinação contra febre aftosa termina na terça-feira (31)


Quem não aderir à medida ou atrasar a documentação poderá ser multado

 Produtores rurais têm até terça-feira (31) para imunizar bovinos e bubalinos (búfalos) contra a febre aftosa. A medida é importante porque a doença é facilmente disseminável e leva ao enfraquecimento e à perda de peso dos animais. Para comprovar que a dose foi aplicada, é preciso enviar a documentação à Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural até 15 de junho. Quem não o fizer fica sujeito à multa.
São cerca de 97 mil animais desse tipo no Distrito Federal. As ampolas para imunizá-los estão disponíveis em lojas agropecuárias conveniadas com o governo. Técnicos da secretaria fiscalizam a conservação das vacinas nos estabelecimentos — elas devem ser armazenadas em local refrigerado de 2 a 8 graus, temperatura que precisa ser mantida ao aplicar a injeção. A recomendação é transportar os frascos em caixa de isopor com gelo.

Após a vacina, o produtor deve apresentar à Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural formulário preenchido e assinado com informações sobre quantidade e idade dos animais. O envio da nota fiscal de compra das ampolas também é obrigatório. Caso a pasta não a receba até 15 de junho, aplicam-se penalidades previstas no Decreto nº 36.589, de 7 de julho de 2015. As multas são por propriedade e por cabeça de gado.

Brasília, cidade saudável

No Distrito Federal, há 800 propriedades registradas com esses animais. Pelo menos vinte delas estão classificadas como locais com maior risco de aparecimento do vírus. São as que ficam à margem de rodovias, próximo a abatedouros ou nas quais o produtor também tenha criação em outras unidades federativas. Nesses casos, equipes da secretaria auxiliam no processo, com a vacinação assistida.

A febre aftosa não chega a matar, mas debilita o animal e causa prejuízos. Facilmente disseminável, a doença chega a impedir a exportação de carne. O DF é território livre da enfermidade desde 1993, graças à alta taxa de imunização — cerca de 80%. Para o sucesso, é necessária a continuidade dos trabalhos: em novembro, ocorre a segunda etapa da campanha deste ano, apenas para animais com até 24 meses de idade.

 

Campanha de vacinação contra a febre aftosa
Até 31 de maio (terça-feira)
Entrega de comprovantes até 15 de junho (quarta-feira)

Seja o primeiro a comentar on "Distrito Federal: Vacinação contra febre aftosa termina na terça-feira (31)"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*