Deputadas de Brasília condenam estupro coletivo contra adolescente no RJ

Deputada Sandra Faraj disse jovens estão com valores deturpados


Todas as deputadas distritais se manifestaram em plenário contra o estupro de uma jovem de 16 anos, no estado do Rio de Janeiro, e contra a “cultura de estupro” no país. A adolescente denunciou o crime na semana passada e afirmou ter sido violentada por 33 homens. O crime está sendo apurado pela polícia carioca.

A deputada Sandra Faraj (SD) mostrou indignação em plenário com o abuso e violência contra as mulheres e lembrou que o DF é o 8º colocado em violência doméstica no Brasil. “As coisas precisam mesmo é sair do papel. A história de todas nós mulheres brasileiras é marcada pela violência, e já passou a hora de haver uma reviravolta” desabafou a parlamentar. A deputada reforçou a importância da educação para coibir a violência contra a mulher e disse que muitos jovens estão com “valores deturpados”.

Celina Leão (PPS) alertou a todos para o vídeo que foi publicado na internet, em que a moça aparece desacordada em uma cama, enquanto homens a filmam. A deputada enfatizou ainda que o fato de a adolescente ter envolvimento com o tráfico de drogas e prostituição não desqualifica o crime hediondo cometido pelos agressores. “Se a palavra da vítima não basta no caso do estupro, o que precisa mais além do vídeo mostrando a moça desacordada, nua, para que a palavra da vítima seja reconhecida e legitimada? As imagens são cristalinas”, comentou a deputada.

A deputada Luzia de Paula (PSB) também questionou: “Quem são os filhos que estamos formando?”. Ela defendeu a união de toda a sociedade contra a violência contra a mulher e cobrou atitudes severas a curto prazo. Já a deputada Telma Rufino (sem partido) disse ser favorável à castração dos estupradores. A distrital lembrou, ainda, que a Casa vai realizar audiência pública para debater violência contra a mulher no próximo dia 6 de junho.

O deputado Raimundo Ribeiro (PPS) também se manifestou sobre o estupro coletivo acontecido no Rio de Janeiro na última semana. “É inconcebível conviver com esse tipo de atitude. Está na hora de a sociedade exigir uma discussão com resultados concretos”, afirmou.

Seja o primeiro a comentar on "Deputadas de Brasília condenam estupro coletivo contra adolescente no RJ"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*