OPINIÃO | Cai a máscara de honestidade de Dilma


Por Andrea Dutra


Os rótulos repetidos a exaustão por petistas de que a presidente afastada Dilma Rouseff é “honrada e honesta” caiu por terra. Reportagens de duas revistas colocam em xeque a “honestidade à toda prova” da petista.

Na IstoÉ, a divulgação de partes da delação de Marcelo Odebrecht mostra que o empreiteiro disse que Dilma cobrou pessoalmente doação de campanha de R$ 12 milhões para pagar, via caixa dois, o marqueteiro João Santana e o PMDB em 2014.

Na Veja, diz que Odebrecht vai revelar que dinheiro de propina financiou a reeleição da “presidenta”. Dilma ainda não se pronunciou sobre a delação de Marcelo Odebrecht. O silêncio mostra ausência de respostas.

A cobrança dos R$ 12 milhões aconteceu entre o primeiro e o segundo turno das eleições e Odebrecht se recusou a entregar o dinheiro e ameaçou Edinho dizendo que iria ligar para a petista.

“Presidente, resolvi procurar a senhora para saber o seguinte: é mesmo para efetuar o pagamento exigido pelo Edinho?”, perguntou Odebrecht. “É para pagar”, respondeu Dilma.

 

Seja o primeiro a comentar on "OPINIÃO | Cai a máscara de honestidade de Dilma"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*