MSGÁS bate recorde de distribuição de gás natural


Campo Grande (MS) – Em maio passado, a MSGÁS – concessionária do Estado de Mato Grosso do Sul – registrou volume recorde de distribuição de gás natural para o segmento não térmico totalizando 299.275 m³. O número é responsável pelo incremento de 42% em relação à média diária verificada nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril, que bateu 210 mil metros cúbicos.

O desligamento das usinas termelétricas Willian Arjona (Campo Grande) e Luiz Carlos Prestes (Três Lagoas) derrubou o consumo térmico, porém a entrada em operação, mês passado, da gigante da celulose Eldorado Brasil, o volume encontra-se em franca recuperação, a exemplo do que vem ocorrendo nos demais estados brasileiros. Na medida em que a crise econômica se acentua, em especial pelo reajuste da energia elétrica, do óleo combustível, diesel e do botijão de gás liquefeito de petróleo (GLP), comerciantes e industriais buscam no gás natural alternativa econômica vantajosa para garantir redução de custos em seus negócios.

Segundo o diretor Comercial da companhia, Luiz Antonio Duarte, este resultado positivo está ligado a vários fatores, mais o principal atrativo é a economia proporcionada aos consumidores, que em alguns casos poderá chegar até 40% em relação a outros combustíveis. Acrescenta que, por conta disso, o energético vem despertando interesse cada vez maior junto aos segmentos residencial, comercial, industrial e de cogeração.

Mais além, Luiz Antonio Duarte lembra que em Mato Grosso do Sul os nove postos de GNV (Gás Natural Veicular) o abastecimento é um dos mais baratos se comparado com outros estados brasileiros. “O resultado é este aumento no volume distribuído e a expectativa é que o crescimento continue em ritmo equilibrado e sustentável”, avalia.

Vantagens

Na atividade industrial e comercial destacam-se as seguintes vantagens para utilização do gás natural: é econômico, custo reduzido comparado a outros combustíveis; mais seguro, sua queima gera uma grande quantidade de energia; proporciona maior eficiência de queima; sua combustão é facilmente regulável; admite grande variação do fluxo; economiza vapor ou eletricidade para aquecimento; requer fácil adaptação das instalações existentes; e exige menor investimento em armazenamento/uso de espaço, pois não necessita estocagem.

Além disso, o gás natural é fornecido continuamente 24h/dia – 365 dias/ano; simplifica os controles; proporciona menor custo de manutenção, manuseio do combustível e de outros custos operacionais; prolonga a vida útil dos equipamentos; reduz a corrosão e não causa incrustações nos equipamentos; eleva o nível de segurança pessoal e patrimonial reduzindo inclusive custos com seguros; proporciona ganhos econômicos e financeiros, pois não requer estoque e seu pagamento ocorre após o consumo; reduz problemas de poluição e controle do meio ambiente evitando gastos com sistemas antipoluentes e com tratamento de afluentes e melhora a produtividade e a qualidade em vários processos produtivos aumentando a competitividade externa dos produtos;

Unidades Usuárias

Atualmente, a MSGÁS conta com mais de 4.500 unidades usuárias. São 4.333 do mercado residencial, 173 do comercial, 14 do industrial e nove postos de GNV (Gás Natural Veicular). Está presente em Campo Grande, Três Lagoas e Corumbá com sua rede de distribuição, que conta com 272,10 km de extensão.

Seja o primeiro a comentar on "MSGÁS bate recorde de distribuição de gás natural"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*