Morre José Tadashi, um dos maiores especialistas em pragas de lavouras de soja


Londrina (PR) – Um dos maiores especialistas brasileiros em doenças nas lavouras de soja, o pesquisador aposentado da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) José Tadashi Yorinori morreu na noite de ontem (13) em Londrina, no norte do Paraná.

Tadashi estava internado desde o dia 28 de abril, quando caiu de uma escada em sua casa e sofreu traumatismo craniano. A Embrapa Soja decretou luto oficial de três dias.

“Por sua dedicação às questões fitossanitárias era reconhecido não só no Brasil, como em grande parte do mundo, principalmente na América Latina, Estados Unidos e Japão”, lembrou o chefe geral da Embrapa Soja, José Renato Bouças Farias, na nota divulgada pela instituição.

Tadashi está sendo velado na Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina e o sepultamento será amanhã (15), às 10h30, no Cemitério São Pedro, também em Londrina.

Perfil

Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal do Paraná, Tadashi trabalhou na Embrapa Soja entre 1978 e 2007. Desde então, atuava como consultor para produtores rurais no Brasil e no exterior.

O pesquisador foi um dos idealizadores do chamado vazio sanitário, período entre 60 e 90 dias entre as safras em que não pode haver plantas vivas em lavouras de soja, feijão e algodão, entre outras. O procedimento é adotado para reduzir a sobrevivência do fungo causador da ferrugem asiática nessas plantações. Tadashi também se destacou em pesquisas para identificação e controle das principais doenças da soja, como a epidemia da mancha olho de rã e o cancro da haste.

Tadashi deixa esposa, quatro filhos e três netos.

Seja o primeiro a comentar on "Morre José Tadashi, um dos maiores especialistas em pragas de lavouras de soja"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*