Piadas podem ser aliadas nas aulas de Português, revela pesquisa da UEMS

Dourados (MS) – Aprender com humor é muito mais divertido. Uma pesquisa desenvolvida no Programa de Mestrado Acadêmico em Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), em Campo Grande, constatou que piadas podem ser um ótimo recurso no ensino da Língua Portuguesa.

O trabalho foi realizado pelo Mestre em Letras, Edvaldo Teixeira Moraes, sob orientação da professora Elza Sabino. As primeiras experiências foram feitas com duas turmas do Ensino Médio, da Escola Estadual Etalívio Pereira Martins, na cidade de Rio Brilhante, no segundo semestre do ano de 2014. O pesquisador continua aplicando a metodologia nas turmas que leciona.

Além da constatação baseada na experiência, a pesquisa está fundamentada em textos de renomados autores. Com isto foi possível comprovar que as piadas e os textos humorísticos, muitas vezes, constituem um importante material para o ensino de língua portuguesa e, se bem utilizados, podem ser significativos em sala de aula.

Segundo o autor da pesquisa, no momento em que os alunos souberam que os textos a serem trabalhados naquele bimestre seriam os humorísticos, com ênfase para as piadas, houve alguns que questionaram sobre esse gênero, sua importância e qual a necessidade de se estudar piadas em sala de aula.

“Houve um aluno que, surpreendentemente disse: ‘professor, a gente vem pra escola é pra estudar, se fosse pra ver piada eu ficava em casa e ia ver no meu celular ou na internet…’. Essa fala do aluno (que ao final foi surpreendido com o material e com as análises, desculpando-se por sua antecipação em julgar o trabalho proposto) foi fundamental para a introdução do assunto e para demonstrar a riqueza desse tipo de texto”, ressaltou.

De acordo com Edvaldo Moraes, a reação da turma diante da posição do aluno não foi unânime, uns riram e concordaram, outros o repreenderam, outros se espantaram e outros quiseram se manifestar positivamente.

Estudos por meio de piadas

Por meio dos textos de humor também é possível estudar coerência, além de poder perceber a estrutura linguística, pois são textos com uma estrutura definida, fruto de um trabalho feito com esmero e inteligência. “Não se trata de simples junção de frases aleatórias, justapostas sem sentido, mas sim, de uma produção textual como qualquer outra, analisada, pensada e intencionada com objetivos específicos e claros por parte de quem as produz. Seu valor vai muito além do riso que provoca, do entretenimento e da comicidade, mas permeia o social e reflete a realidade situacional do homem, expondo seus medos, suas fraquezas e suas hipocrisias”, explica.

Pode ser considerado ainda o caráter social da piada, porque ela tem a capacidade de estabelecer interação entre os indivíduos, melhorando ou estreitando os laços interpessoais. Ao narrar uma piada, seja ela em grupo ou entre duas pessoas, ocorre interação, estabelece-se um diálogo e ajuda a aperfeiçoar as competências linguísticas dos falantes.

“A vantagem de se trabalhar com piadas em sala de aula, é o fato de se tratarem de textos curtos. Dificilmente se encontram piadas muito extensas, até mesmo porque precisam dar conta da retomada imediata do texto. Porém, embora sejam pequenas, as piadas apresentam praticamente todas as competências linguísticas exigidas em um texto. É possível mostrar aos alunos que a questão linguística é muito importante para o sentido do humor, mais do que os estereótipos por si sós”, enfatizou Edvaldo Moraes.

A pesquisa conclui que as piadas são fontes abundantes de materiais para serem trabalhados nas aulas de língua portuguesa, garantindo uma participação, dinamismo e interesse maiores por parte dos alunos. Além disso, o ensino da gramática não ficaria comprometido, conforme a pesquisa, pois as piadas, além de tornarem as aulas mais atrativas e participativas, é um gênero textual muito rico, por meio do qual é possível trabalhar os conteúdos gramaticais e as competências linguísticas, como a textual, a comunicativa e a discursiva.

“Um texto humorístico é composto de forma coesa e coerente, obedecendo aos princípios básicos de estrutura textual para garantir o sentido do texto. Tais competências, trabalhadas de forma mais dinâmica e atrativa, certamente serão assimiladas pelos alunos e aprendidas de forma mais satisfatória”, finalizou.


Seja o primeiro a comentar on "Piadas podem ser aliadas nas aulas de Português, revela pesquisa da UEMS"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*