Sírio-Libanês amplia serviço de radioterapia no Distrito Federal


O Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês – Unidade Brasília reunirá a comunidade médica local e os representantes das operadoras de planos de saúde para celebrar oficialmente, no próximo dia 24 de junho, a ampliação do serviço de radioterapia oferecido na sua Unidade I, na L2 Sul.

O evento contará com as presenças do diretor geral do Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, Dr. Paulo Hoff, e do diretor técnico de Brasília, Dr. Gustavo Fernandes.

O acelerador linear TrueBeam STX recebeu investimento de R$ 15 milhões e dobrou a capacidade de atendimento em radioterapia do Sírio-Libanês na capital federal. O equipamento pode atender até 80 pacientes por mês, utilizando moderna tecnologia e alta precisão para as modalidades de radioterapia e radiocirurgia.

“A comunidade médica de Brasília e as operadoras de saúde têm sido parceiras fundamentais para o sucesso de nossa atuação. Por isso, queremos celebrar os bons resultados e o atendimento oferecido à população neste evento”, afirma Dr. Gustavo Fernandes, diretor técnico do Sírio-Libanês em Brasília.

Além dos pacientes particulares, uma série de ações tem beneficiado a população local, por meio de parcerias com as instituições privadas locais e com o Governo do Distrito Federal. Desde setembro de 2014, 20 pacientes encaminhados pelo Hospital da Criança de Brasília José de Alencar receberam tratamento radioterápico na unidade do Sírio-Libanês, a partir de uma parceria firmada entre as duas instituições.

Outro acordo estabelecido com o Governo do Distrito Federal também permitirá que um total de 214 pacientes encaminhados pela Central de Regulação de Internação da Secretaria de Saúde, a partir de critérios técnicos, recebam tratamento oncológico e radioterápico no Hospital Sírio-Libanês. Até o momento, 114 pessoas foram atendidas, desde março de 2015, e a previsão é que outras 100 passarão pelo programa até março de 2017.

Seja o primeiro a comentar on "Sírio-Libanês amplia serviço de radioterapia no Distrito Federal"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*