AP: Famílias indígenas constroem oca e moradias em área de invasão


Dez famílias indígenas ocupam há cerca de 5 meses uma área de invasão localizada no bairro Infraero 2, na Zona Norte de Macapá. No total, cinco moradias em madeira e até uma oca coberta com palha foram construídas no local. Os índios reclamam que não têm onde ficar quando chegam a Macapá em busca de estudo e trabalho.

Os indígenas são de tribos que habitam aldeias dentro do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, ao Norte do Amapá. São cerca de 30 índios que vieram com as famílias  em busca de mais qualificação profissional e educação.

As famílias, que não quiseram ser identificadas, dizem que vieram da mesma aldeia para Macapá e estavam pagando aluguel em imóveis na cidade, mas que, por causa de problemas funanceiros, não tiveram como continuar pagando.

Eles dizem ainda que vivem de pequenos trabalhos oferecidos pela comunidade, os chamados “bicos”, e que não recebem ajuda de nenhum órgão federal ou estadual.

A Fundação Nacional do Índio no Amapá (Funai) informou que entrou em contato com as famílias, para oferecer moradias e apoio financeiro, pois há um pedido de reintegração de posse da área habitada que foi expedido pela Justiça. Mas, de acordo com o órgão, houve uma resistência por parte dos indígenas.

“Muitos indígenas  vieram alegando que querem continuar os estudos. A Funai acompanha esses processos, mas percebemos que eles se recusaram a sair de lá. Não podemos obrigar a retirada, mas vamos oferecer todo o apoio que precisarem, buscando parceria com associações em favor dos indígenas”, explicou o indigenista Thiago Santos.

De acordo com a instituição, as famílias receberão acompanhamento da Funai, que pode oferecer apoio de moradia e para estudos.

Seja o primeiro a comentar on "AP: Famílias indígenas constroem oca e moradias em área de invasão"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*