Americano diz que inventou o iPhone e cobra US$ 10 bi da Apple


Thomas Ross conta que a empresa roubou as suas ideias para criar o telefone móvel

Notícias ao Minuto


Um inventor dos Estados Unidos diz ser o verdadeiro criador do iPhone, e não a Apple. Thomas Ross conta que, em 1992, registrou a patente do smartphone, chamando o dispositivo de “Eletronic Reading Device (ERD)”. Ele agora quer uma indenização da empresa fundada por Steve Jobs.

De acordo com O Globo, Ross cobra da Apple a quantia de US$ 10 bilhões da Apple. Ele conta que a empresa roubou as suas ideias para criar o telefone móvel, em 2007, que hoje é um dos mais desejados do mundo.

Os desenhos técnicos do que seria a inspiração do iPhone foram registrados entre maio e setembro de 1992, no Escritório de Marcas e Patentes dos EUA, mas por falta de pagamento o registro foi considerado abandonado três anos depois do pedido.

Já em 2014, o inventor quis reaver o pedido de registro. E mesmo com o pedido abandonado, ele afirmou que o trabalho é original e protegido por tratados internacionais e leis de direitos autorais.

“A Apple introduziu as linhas de dispositivos móveis iPhone, iPad e iPod, sendo que todas são a essência do ERD de Ross. Em vez de criar suas próprias ideias, a Apple escolheu adotar a cultura de mergulhar em ideias abandonadas como estratégia”, diz o processo, que foi enviado para uma corte na Flórida.

Seja o primeiro a comentar on "Americano diz que inventou o iPhone e cobra US$ 10 bi da Apple"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*