Referência em formação musical no Ceará, Festival na Ibiapaba acontecerá de 23 a 30

Música nas salas, nas ruas, nas praças, em todo lugar. Música em todos os sentidos. Com o objetivo de provocar professores, alunos e público em geral a criar livremente e se expressar com os sons, o Festival Música na Ibiapaba, principal evento de formação musical no Ceará com foco em música popular e responsável por revelar várias gerações de novos artistas, chega à 12ª edição de 23 a 30 de julho, transformando a última semana de férias escolares em um prazeroso encontro de formação e difusão musical na acolhedora cidade de Viçosa do Ceará e municípios vizinhos. As inscrições para os estudantes e educadores interessados em participar do festival são gratuitas e estarão abertas de 1° a 11 de julho, pelo site oficial do festival (www.festivalmusicaibiapaba.com).

Realizado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado (Secult), com organização da Fundação Educacional Silvestre Gomes, entidade parceira selecionada via edital, o Festival Música na Ibiapaba, evento que se destaca pela proposta pedagógica ousada e pela presença de professores de excelência, entre grandes nomes da música do Ceará e do Brasil, incentiva a qualificação técnica dos participantes e a multiplicação de espaços para o aprendizado musical. Além de Viçosa do Ceará, cidade-sede do Festival, com oficinas e shows, diversas atividades formativas promovidas pelo festival também vão ocorrer nas cidades de Croatá, Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Ibiapina, Ipu, São Benedito, Tianguá, Ubajara e Sobral, beneficiando diretamente os estudantes e o público desses e de outros municípios.

Criado em 2004, o Festival Música na Ibiapaba volta a ser realizado neste mês de julho, atraindo a comunidade musical para dias de muito aprendizado, vivências e intercâmbios de saberes, em meio à paisagem privilegiada pela natureza, na região da Ibiapaba. Nesta edição o festival tem na Comissão Organizadora a secretária adjunta da Cultura do Estado do Ceará, Suzete Nunes, a coordenadora de Ação Cultural da Secult, Valéria Cordeiro, e Eliza Gunther, integrante da Fundação Educacional Silvestre Gomes.

A curadoria ficou a cargo de Consiglia Latorre, cantora, professora de música popular e docente do Curso de Música da Universidade Estadual do Ceará (Uece), e Lu Basile, pianista, regente e docente do Curso de Música da Universidade Estadual do Ceará  (Uece) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Ambas retornam ao festival com o qual contribuíram com sucesso em diversas edições.

“Ao longo de suas 11 edições realizadas até aqui, o Festival Música na Ibiapaba contribuiu para a formação de várias gerações de novos músicos cearenses ou atuantes no Estado. Foram inúmeros os grandes artistas e professores que passaram pelo festival, compartilhando arte, conhecimento, talento e sensibilidade com milhares de estudantes, em especial das redes públicas estadual e municipal”, destaca o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba.

“Músicos cearenses que hoje desenvolvem trabalhos consolidados na carreira profissional local e nacional passaram pela rica vivência com grandes mestres proporcionada pelo Festival de Música na Ibiapaba. Por isso, a Secretaria da Cultura convida a todos, mais uma vez, para vivenciar esse grande encontro musical e formativo, contribuindo para engrandecer cada vez mais tanto a história de vida de quem participa do festival quanto a nossa cena musical cearense, cada vez mais uma referência para o Brasil”, complementa o secretário.

FORMAÇÃO EM DESTAQUE


Ao longo de sua trajetória, o Festival Música na Ibiapaba sempre manteve o foco nas atividades de formação musical, com uma grande imersão de crianças e jovens em cursos, oficinas, debates e apresentações, em uma atmosfera acolhedora e carregada de história e arte, na região da Ibiapaba.

A grande maioria dos artistas que sobem ao palco para apresentações também compartilha seus conhecimentos com os jovens. A música vai do nascer do dia até as madrugadas, com as apresentações dos mestres e dos estudantes, com as rodas de improvisação e interação musical, em clima de informalidade e amizade, pelas ruas e praças de Viçosa.

GRANDES MESTRES DA MÚSICA


Este ano serão 1200 vagas, divididas por um público estimado entre 400 e 600 estudantes participantes, cada um se inscrevendo para de duas a três das cerca de 50 atividades ministradas nas 10 cidades. A programação formativa inclui oficinas, palestras, workshops e rodas de conversa com professores convidados. As atividades serão conduzidas por 34 professores e músicos, como Ayrton Pessoa, Erivan Freitas, Gigi Castro, José Brasil Filho, Lia Veras, Luizinho Duarte, Mimi Rocha, Miquéias dos Santos, Moacir Bedê, Rômulo Santiago e Thiago Almeida, todos nomes de grande destaque na cena cearense, além de convidados de outros estados, como o pianista Rafael dos Santos, de São Paulo, e Daniella Gramani, professora de canto popular da Universidade Federal da Paraíba.

OFICINAS


Em VIÇOSA DO CEARÁ: Poética da Cultura Popular, Poética do Som, Prática de Conjunto (música regional), Sopros (metais), Sopros (madeiras), Paisagens Sonoras, Música Circular, Rap e Hip Hop, Construção de brinquedos Sonoros, Arranjo da Música Brasileira, Educação Musical e Formação Humana, Bateria, Teclado, Baixo, Acordeom, Canto na Música Popular, Cordas Dedilhadas.

Em SOBRAL: Guitarra/Prática de Conjunto, Baixo/Prática de Conjunto. Em UBAJARA: Rap e Hip Hop, Prática de Conjunto de Sopros. Em IPU – Prática de Conjunto de Sopros, O Corpo como Instrumento. Em TIANGUÁ: Coral Infantil, Música e Educação.

Em CARNAUBAL: Construção de Instrumentos e Pedagogia da Música, Violão, Guitarra. Em SÃO BENEDITO: Construção de Instrumentos e Música Corporal, Canto Popular. Em GUARACIABA DO NORTE: Prática de Conjunto de Sopro e Canto Popular. Em CROATÁ – O Corpo como Instrumento e Prática de Conjunto. Em IBIAPINA: Interpretação da Palavra Cantada e Prática de Conjunto.

Além das oficinas, marcam o Festival Música na Ibiapaba atividades como a Orquestra Experimental, que será conduzida por Rafael dos Santos em Viçosa do Ceará; curso de Laboratório de Performance e Criação em Guitarra, com o guitarrista, compositor e produtor musical Mimi Rocha, em Sobral, e com o músico Jônatas Gaudêncio em Ubajara; a programação “Cinema e música”,  mostra audiovisual itinerante.

O Grupo Uirapuru fará workshop de experimentação com instrumentos de barro e objetos sonoros em Viçosa do Ceará. Quem também realiza workshop é Rafael dos Santos, que discorrerá sobre Música Brasileira para os participantes em Sobral. A professora convidada Daniella Gramani, da Paraíba, fará em Tianguá o workshop “Rítmica”, com foco no estudo da rítmica através de sua prática por meio de uma proposta lúdica que transcende o enfoque e a dependência do compasso.

INSCRIÇÕES


Para participar, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas de 1° a 11 de julho pelo site oficial do festival (www.festivalmusicaibiapaba.com). Cada interessado poderá participar de até 03 atividades. Terão prioridade na seleção os estudantes e educadores residentes nas cidades onde acontecerá cada atividade escolhida. Estudantes residentes em outros municípios podem se inscrever para as atividades que acontecerão no período de 28 a 30 de julho em Viçosa do Ceará.

QUEM FAZ

 


O XII Festival Música na Ibiapaba é uma promoção da Secretaria da Cultura do Governo do Estado (Secult), com a Fundação Educacional Silvestre Gomes como entidade parceira selecionada via edital. Organização: W10 Produções e Eventos.

SERVIÇO

XII Festival Música na Ibiapaba – De 23 a 30 de julho de 2016 em Viçosa do Ceará. Inscrições até o dia 11 de julho pelo site www.festivalmusicaibiapaba.com.  Informações:  (85)3021-2111 e festivalibiapaba2016@gmail.com / Instagram: @festivalibiapaba

Seja o primeiro a comentar on "Referência em formação musical no Ceará, Festival na Ibiapaba acontecerá de 23 a 30"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*