Smile: nova técnica de cirurgia refrativa é opção menos invasiva e mais segura para quem quer deixar os óculos de lado

Minimamente invasivo, procedimento exclusivo com laser da ZEISS corrige problemas de astigmatismo e miopia de forma precisa e segura

 Os problemas de visão relacionados ao grau ocorrem com cerca de 40% da população. O sonho da independência de correção para maior liberdade visual acompanha a maioria destas pessoas que depende de óculos ou lentes de contato para enxergar melhor e poder exercer suas atividades com maior liberdade.

Com isso, há um constante estímulo para pesquisas que resultam em novas tecnologias e novas tendências quando o assunto são as cirurgias de correção visual a laser nas córneas. Estes procedimentos figuram há mais de dez anos entre os mais realizados da medicina atual.

Entretanto, surgiu a técnica SMILE (abreviação em inglês para Extração Lenticular com Pequena Incisão), que utiliza o laser de femtossegundo VisuMax, fabricado pela ZEISS. Este laser utiliza a tecnologia que aprimora a correção refrativa e permite um tratamento inovador por ser mais preciso que os equipamentos de gerações anteriores. Com a técnica SMILE há maior exatidão e controle no corte e menos trauma na córnea e lesão tecidual.

O SMILE reinventou a cirurgia refrativa, mantendo seu conceito básico em um procedimento menos invasivo e mais simples, feito em uma única etapa e utilizando apenas um tipo de laser. Com a nova técnica a cirurgia acontece da seguinte maneira: primeiro o laser de femtossegundo VisuMax é aplicado para criar uma lentícula na parte interna da córnea (1) juntamente com uma pequena incisão de 2 a 4 milímetros na superfície. Após o tratamento, o cirurgião delicadamente separa a lentícula, que é retirada pela incisão já feita (2). Com isso, o formato da córnea é alterado, corrigindo-se a refração de acordo com o planejado (3).

 

Capturar

Entenda as diferenças entre as técnicas LASIK, PRK e SMILE

No PRK e LASIK (outras técnicas de cirurgias refrativas de correção visual a laser), o tratamento do grau é realizado com o excimer laser, que remodela a córnea por ação direta, utilizando o mecanismo de ablação (o laser é aplicado na superfície exposta).

No caso da ablação de superfície ou PRK, não há flap (4), sendo o excimer laser aplicado após a remoção da camada superficial de células (epitélio) (5). É colocada uma lente de contato especial (6), que serve como curativo para facilitar a cicatrização da superfície. Este período inicial é associado a desconforto ou dor, sendo a recuperação visual gradual nas primeiras semanas.

Capturar

No LASIK (7), o laser é aplicado após se levantar uma fina e delicada camada, ou “flap” (8). O flap pode ser feito por meio de lâmina de microcerátomo ou com o laser de femtossegundo. Após a aplicação do excimer laser, o flap é reposicionado, de modo que o epitélio permanece íntegro(9). A recuperação é mais rápida que no PRK e o desconforto é mínimo.

Capturar

Há importantes vantagens do SMILE:

  1. Não há corte de flap. O laser de femtossegundo VisuMax (ZEISS) realiza tratamento para criar uma lentícula na parte interna na córnea, que é retirada por uma incisão pequena, 7 vezes menor que o corte do flap realizado no LASIK. Com isso, o trauma da cirurgia é minimizado, com menor influência na produção de lágrima e menos alteração na estrutura da córnea.
  2. Não há remoção do epitélio, o que minimiza o desconforto logo após a cirurgia e possibilita rápida recuperação.
  3.  O laser de femtossegundo faz o tratamento na parte interna da córnea, não sendo influenciado por condições ambientais da sala cirúrgica (umidade, temperatura) nem por hidratação de cada córnea.
  4. Com uma incisão menor, há menos risco de infecção e a cicatrização ocorre de maneira mais rápida.

Os resultados da técnica SMILE já são comprovadamente seguros e eficazes, de acordo com diversos estudos internacionais. Destacam-se as vantagens de induzir menos ‘olho seco’, por levar a menos alteração nos nervos da córnea e na lágrima, bem como menor chance de complicações relacionadas à estabilidade da córnea em longo prazo.

A cirurgia refrativa feita com a técnica SMILE, desenvolvida na Alemanha há cerca de cinco anos, é exclusiva da Carl ZEISS. Já foi utilizada com sucesso em mais de 120 mil casos no mundo inteiro. Foi aprimorada na Inglaterra, Singapura, Dinamarca, Egito e Índia, atingindo um nível de excelência que já supera o LASIK e PRK, que são cirurgias que apresentam índices de satisfação de mais de 95% dos pacientes.

O SMILE começou a ser realizado no Brasil em 2013, com crescente aceitação dos cirurgiões, bem como interesse por pacientes.

Para que o paciente possa se submeter à cirurgia, é necessário realizar consulta oftalmológica completa, incluindo exames complementares específicos que analisam detalhadamente a córnea. Tal avaliação é fundamental para assegurar que a cirurgia pode ser indicada, bem como para se escolher qual a melhor opção para cada caso.

O método SMILE corresponde ao que há de mais moderno quando o assunto é cirurgia refrativa. A recuperação é tipicamente rápida e após 24 horas a maioria dos pacientes tem visão suficiente para exercer as atividades do cotidiano. Mas todo paciente deve ser orientado sobre as opções para correção, os benefícios, limitações e riscos de cada procedimento.

*Renato Ambrósio Júnior (CRM RJ 52-62107-2), especialista em Córnea e Cirurgia Refrativa pela University of Washington (Seattle, EUA) e Doutor em Oftalmologia pela USP-SP. Atualmente é Professor Associado da Pós Graduação em Oftalmologia da PUC-RIO e da UNIFESP

 Sobre a ZEISS

O Grupo Carl Zeiss AG é hoje um líder mundial de tecnologias altamente inovadoras nas indústrias médica, ótica, mecânica de precisão e sistemas microscópicos de visualização eletrônica. Há mais de 160 anos a ZEISS contribui com o progresso tecnológico mundial ao promover a criação, medição, análise e processamento de dados nas mais diferentes áreas. A companhia está presente em mais de 40 países, com cerca de 40 unidades de produção, mais de 50 centros de assistência e distribuição e quatro centros de pesquisa e desenvolvimento. A multinacional foi fundada em 1846 na cidade de Jena e, atualmente, sua sede fica em Oberkochen, na Alemanha.


6 Comments on "Smile: nova técnica de cirurgia refrativa é opção menos invasiva e mais segura para quem quer deixar os óculos de lado"

  1. Vanessa maria martins da silva | 24 de Abril de 2017 em 19:12 | Responder

    Quais planos de saude sao aceitos pra realizar a cirurgia?
    O dr: faz financiamento?
    Aceita cartao?
    Valor aproximado?

  2. Lindomar Francisco de Souza | 1 de Maio de 2017 em 19:33 | Responder

    Gostaria de saber o valor da cirurgia?.Eu tenho 3,5 OD 4,5 OE
    Astigmatismo e miopia.

  3. Gostaria de saber quanto custa a cirurgia smile e se você fazem o procedimento.minha córnea tem 490

  4. anderson da silva ferreira | 9 de Maio de 2017 em 23:00 | Responder

    qual valor da cirurgia refrativa smile

  5. EDUARDO NOGUEIRA DA COSTA FILHO | 19 de julho de 2017 em 18:28 | Responder

    posso fazer tenho acornea 480

  6. Paulo Alberto Pereira melo | 16 de setembro de 2017 em 15:04 | Responder

    Fiz uma cirurgia PARK em 2011 meu grau voltou todo posso fazer o procedimento smile??

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*