Governo de Brasília e setores da sociedade se unem para impulsionar a economia do DF

Foto Dênio Simões


Apoiar grandes empreendimentos em Brasília e no Entorno com foco nas áreas de comércio, serviços, turismo, economia criativa e inovação é o principal objetivo da Câmara Especial de Articulação de Projetos Estruturantes para o Desenvolvimento do DF, lançada nesta quarta-feira (20). O grupo é composto por representantes do setor produtivo, do governo de Brasília, da Câmara Legislativa, da esfera pública federal, do setor financeiro, de organizações internacionais e da área acadêmica.

O secretário de Fazenda, João Antônio Fleury, o governador Rodrigo Rollemberg e o presidente da Fecomércio, Adelmir Santana durante o lançamento da Câmara Especial.

O secretário de Fazenda, João Antônio Fleury, o governador Rodrigo Rollemberg e o presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, durante o lançamento da Câmara Especial de Articulação de Projetos Estruturantes para o Desenvolvimento do DF. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

“Nosso objetivo é discutir a nossa cidade ajudando o governo a impulsionar projetos de importância para o DF”, ressaltou Adelmir Santana, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF), entidade responsável pela iniciativa.

Entre os objetivos específicos da câmara especial estão a geração de emprego e renda, o incentivo a ações de qualificação de recursos humanos e a proposição de programas de incentivos ao setor produtivo do DF e de municípios da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal e Entorno (Ride).

O lançamento ocorreu na sede da Fecomércio, no Setor Comercial Sul, e contou com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que destacou a cooperação entre governo e iniciativa privada. “A criação dessas câmaras é muito importante para haver um diálogo permanente entre o governo e o setor produtivo, para que possamos enfrentar juntos as dificuldades e criar no DF um ambiente econômico de desenvolvimento e de geração de empregos”, afirmou. Em junho foi lançada a Câmara de Turismo e Hospitalidade.

Áreas estratégicas para o desenvolvimento de Brasília

Rollemberg citou cinco áreas estratégicas para o desenvolvimento da capital: educação; ciência, tecnologia e inovação; cultura; turismo; e meio ambiente. “Devemos fazer todo o esforço necessário para que empresas vinculadas a essas áreas venham para Brasília.”

Durante o lançamento, foram apresentados projetos como as ideias da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para o parque tecnológico a ser constituído no Distrito Federal e a ampliação do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek, com a criação de um terminal, mais salas de embarque, hotéis e edifícios comerciais.

Rollemberg reforçou ações importantes em andamento no DF, como as obras na saída norte de Brasília, o Corredor Eixo Oeste e o lançamento do edital Startups Brasília 2016 — seleção pública que dá apoio financeiro ao desenvolvimento de produtos e processos inovadores, com investimento de R$ 5 milhões. Destacou ainda parcerias que o governo tem buscado com a iniciativa privada.

Também participaram da cerimônia os secretários de Fazenda, João Antônio Fleury, e de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos; o secretário adjunto de Relações Institucionais da Casa Civil, Igor Tokarski; o presidente do Banco de Brasília (BRB), Vasco Cunha Gonçalves; as diretoras-presidentes da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), Bruna Pinheiro, e da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP-DF), Ivone Resende Diniz; e os deputados distritais Rodrigo Delmasso (PTN) e Chico Vigilante (PT); além de representantes de diversos setores relacionados à iniciativa.

Seja o primeiro a comentar on "Governo de Brasília e setores da sociedade se unem para impulsionar a economia do DF"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*