Paraná sedia Semana de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Imagem: Divulgação

Curitiba (PR) – O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, realiza de 25 a 30 de julho a 3ª Semana Internacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – Campanha Coração Azul. As atividades acontecem em diversas cidades do Paraná com o objetivo de ampliar o conhecimento e a mobilização da sociedade e de instituições públicas e privadas para o enfrentamento ao tráfico de pessoas e, assim, dar visibilidade às ações nacionais desenvolvidas para combater este crime.

De acordo com o secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior, para essa terceira edição, em 2016, novos parceiros foram convidados a se unir a essa mobilização nacional, contribuindo com ações de visibilidade, como as promovidas nos anos anteriores. “As atividades incluem a iluminação de prédios públicos, seminários, rodas de diálogo, distribuição de materiais informativos e blitz educativas, entre outras”, disse o secretário.

Em apoio a Campanha serão iluminados de azul diversos prédios. Em Curitiba, o Palácio Iguaçu, Palácio das Araucárias, Universidade Federal do Paraná, Polícia Rodoviária Federal e a sede da Jovens com uma Missão (Jocum); em Foz do Iguaçu, a Itaipu Binacional e a Mesquita de Foz do Iguaçu; Em Maringá, a Catedral; em Jacarezinho e Teixeira Soares, as Prefeituras.

O Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas é 30 de julho. A data foi instituída pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidades (ONU), criando a Campanha Coração Azul.

CORAÇÃO AZUL – O Coração Azul representa a tristeza das vítimas do tráfico e a insensibilidade daqueles que compram e vendem outros seres humanos. O uso da cor azul das Nações Unidas também demonstra o compromisso da Organização com a luta contra esse crime que atenta contra a dignidade humana.

Da mesma forma que a fita vermelha se tornou o símbolo internacional da conscientização sobre a Aids e a fita rosa o símbolo da prevenção ao câncer de mama, esta campanha busca fazer do Coração Azul o símbolo internacional da luta contra o tráfico de pessoas.

TRÁFICO HUMANO – De acordo com o secretário Artagão Júnior, o Tráfico de Pessoas é um crime silencioso, que retira da vítima a própria condição humana ao tratá-la como um objeto que pode ser vendido, trocado, transportado e explorado. “Por isso é importante informar e conscientizar as pessoas, pois o trabalho análogo ao de escravo, a exploração sexual, a remoção de órgãos e adoção ilegal também configuram esse tipo de crime”, ressalta.


Seja o primeiro a comentar on "Paraná sedia Semana de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*