Esquema de segurança do impeachment terá 880 agentes do DF durante votação nesta terça


O esquema de segurança durante a votação da fase de pronúncia do impeachment da presidente da República afastada, Dilma Rousseff, nesta terça-feira (9), no Senado Federal, será diferente das vezes anteriores: não terá o corredor de alambrado nem bloqueios de trânsito. Oitocentos e oitenta agentes da segurança pública do Distrito Federal – 500 policiais militares, 250 bombeiros, 80 agentes do Departamento de Trânsito (Detran-DF) e 50 policiais civis –, além de 200 policiais legislativos, ficarão exclusivamente responsáveis por garantir a ordem no Congresso Nacional e nos arredores a partir das 6 horas.

O esquema de segurança durante a votação do relatório final do impeachment da presidente da República afastada, Dilma Rousseff, nesta terça-feira (9), no Senado Federal, será diferente das vezes anteriores: não terá muro nem bloqueios de trânsito.

Em entrevista coletiva, secretária da Segurança Pública, Márcia de Alencar Araújo, explicou que haverá restrições de acesso dentro do Congresso Nacional durante nova fase do impeachment nesta terça-feira (9). Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social estima que o número de manifestantes não passe de 5 mil. Cerca de 35 viaturas da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e do Detran vão substituir o corredor de alambrado que separou manifestantes pró e contra impeachment nas etapas anteriores do processo. Os carros serão perfilados na Alameda dos Estados para separar os dois grupos – os favoráveis ao impedimento de Dilma ficarão em três faixas da Via N1 do Eixo Monumental, do lado do Senado Federal, e os contrários em três faixas da S1, mais perto da Câmara dos Deputados.

Policiais legislativos e militares farão um cordão de isolamento em torno do Congresso Nacional. O objetivo do bloqueio humano é impedir o fluxo de pessoas no gramado do espelho d’água, em frente ao Congresso, até a Praça dos Três Poderes, atrás das casas legislativas. A novidade desta vez é que a circulação de pessoas dentro do Congresso terá restrições. “Identificamos 34 vias de acesso da Câmara dos Deputados para o Senado Federal. Como só deputados federais em exercício podem ir para a sessão no Senado, o objetivo é impedir tanto a invasão de manifestantes quanto o trânsito de funcionários da Câmara para o Senado”, explicou a secretária da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar Araújo, em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (8), na sede da pasta.

Apenas se houver aumento significativo no número de manifestantes, o trânsito será bloqueado. Nesse caso, o fluxo de veículos ficará indisponível nos dois sentidos do Eixo Monumental, da Alameda dos Estados até o retorno entre a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida e o Ministério da Educação. Vale lembrar que, por conta da Olimpíada, o tráfego na N1 será interrompido a partir das 13 horas de amanhã (9) em direção ao Estádio Nacional Mané Garrincha, que recebe dois jogos do futebol feminino.

Seja o primeiro a comentar on "Esquema de segurança do impeachment terá 880 agentes do DF durante votação nesta terça"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*