Mercado imobiliário debate políticas públicas para o setor

Frente Parlamentar Mista em apoio ao Mercado Imobiliário

O Monumental


“Excesso de burocracia corrói empregos e renda”. Com essas palavras, o deputado federal Izalci (PSDB/DF) definiu um dos principais temas a serem debatidos na Frente Parlamentar Mista em apoio ao Mercado Imobiliário no encontro realizado nesta terça-feira (9), na Câmara dos Deputados.

Para o parlamentar tucano que preside o colegiado, há muito a ser feito pelo setor, sobretudo no tocante ao excesso de burocracia existente. “Aqui em Brasília para se conseguir um alvará de construção, leva-se mais de dois anos”, revelou o tucano. “Isso afeta trabalhadores de diversas áreas deste importante segmento da economia, especialmente o corretor de imóvel que é um dos mais prejudicados”, lamentou.

A Frente Parlamentar Mista em apoio ao Mercado Imobiliário é composta por 170 deputados federais e 22 senadores da República.  O objetivo principal é debater a formulação de políticas públicas que impulsionem o setor, tanto no que se refere à atuação do corretor de imóveis quanto em benefício do cidadão para a compra da casa própria.

Segundo o presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), João Theodoro a Frente Parlamentar será importante fórum de debates, sobretudo em favor do aprimoramento da lei que regulamenta a profissão de Corretor de Imóveis, bem como na discussão das 53 propostas relacionadas ao segmento, em tramitação no Congresso Nacional.  “Estudamos cada projeto de lei e, sobre cada um deles, expressamos nossa opinião, com o objetivo de nortear um debate democrático e seguro”, ressaltou Theodoro.

O evento contou com a presença de representantes do sistema Cofeci-Creci de todo o país.

Seja o primeiro a comentar on "Mercado imobiliário debate políticas públicas para o setor"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*