Acelbra alerta sobre a importância da alimentação para quem tem Doença Celíaca

O único tratamento é a dieta que deve ser seguida para o resto da vida

Joinville (PR) – Cerca de dois milhões são portadores de doença celíaca no Brasil. Os dados são da Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (Fenacelbra). O número pode ser ainda maior se considerarmos as pessoas que são celíacas, mas ainda não receberam o diagnóstico, que geralmente é demorado e complexo. A doença se caracteriza pela intolerância permanente ao glúten.

A presidente da Associação dos Celíacos de Joinville, Heloisa Bade, alerta para a importância da dieta: “Muitos dizem que comer só um pedacinho não faz mal. Mas na verdade qualquer porção, por menor que seja, é nociva à saúde”.

A médica Gastropediatra e fundadora da Acelbra Joinville, Rose Terezinha Marcelino, explica como o glúten é prejudicial para os portadores da doença: “Não existe um remédio para doença celíaca. O único tratamento é não consumir alimentos que contêm glúten, pois sua ingestão agride o intestino delgado causando atrofia na mucosa intestinal e consequentemente má absorção dos nutrientes. A doença pode ter consequências graves como câncer de esôfago e intestino.”

Contaminação cruzada

Quem tem doença celíaca também precisa ficar atento à contaminação cruzada que pode ocorrer se o alimento for armazenado ou produzido em uma máquina onde também se produz alimentos com glúten. O feijão armazenado ou cultivado ao lado de uma plantação de trigo, por exemplo, não pode ser consumido por quem tem a doença.

Uma pesquisa desenvolvida com 2.681 adultos celíacos, no Canadá identificou que mais de 80% dos entrevistados têm dificuldade para encontrar alimentos isentos de glúten.

Outra grande dificuldade é o que consumir em viagens. O celíaco só pode comer em restaurantes especializados. “A lei exige a nova rotulagem nos alimentos, com destaque para os alergênicos, e está auxiliando quem precisa seguir a dieta. Mas, ao mesmo tempo, acabamos descobrindo que muitos produtos antes descritos como sem glúten, agora têm destaque para a contaminação cruzada”, observa Heloisa.

Como encontrar alimentos

Para ajudar no dia a dia de quem tem doença celíaca a presidente da Acelbra Joinville indica o aplicativo para celular Gofind.Online: “O aplicativo é gratuito. Nele é possível encontrar qual loja mais próxima tem o produto desejado em estoque. Ajuda bastante quem viaja, pois encontra os produtos sem glúten em todo o Brasil”.

Heloisa pede a colaboração das indústrias e distribuidores de alimentos sem glúten para aumentar a base de dados do aplicativo: “As empresas podem cadastrar seus produtos, sem custo, no site http://Cadastro.Gofind.Online. Disponível para Android e iOS, o app Gofind.Online já conta com 7 mil itens, em mais de 35 mil lojas e 150 marcas especializadas em produtos sem glúten.

Doença celíaca

É uma doença autoimune. As células de defesa passam a agredir o próprio organismo e causam um processo inflamatório na parede interna do intestino delgado, provocando atrofia das vilosidades intestinais, o que gera a diminuição da absorção dos nutrientes. O glúten é uma proteína presente no Trigo, Centeio, Cevada e no Malte. Macarrão, pães, biscoitos, cerveja e muitos outros alimentos não podem ser consumidos pelos celíacos.

Diagnóstico

Exames laboratoriais podem indicar a doença, mas o diagnóstico deve ser confirmado por endoscopia com biópsia do intestino. Muitas pessoas levam anos para confirmar que têm a doença. O quadro clínico se manifesta com e sem sintomas. Geralmente aparece na infância, mas pode surgir em qualquer idade.

Sintomas

Alguns sintomas são diarreia crônica, desnutrição com déficit do crescimento, anemia, emagrecimento, falta de apetite, distensão abdominal, vômitos, dor abdominal, osteoporose, esterilidade, abortos de repetição, apatia e desnutrição, que podem levar o paciente à morte na falta de diagnóstico e tratamento.

Acelbra

Quem tem doença celíaca pode contar com a ajuda das Acelbras presentes em várias cidades do Brasil. As associações realizam reuniões com o objetivo de informar e ajudar os portadores da doença. Mais informações sobre doença celíaca podem ser encontradas no site da Fenacelbra: http://www.fenacelbra.com.br/fenacelbra/.


Seja o primeiro a comentar on "Acelbra alerta sobre a importância da alimentação para quem tem Doença Celíaca"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*