Concessão de crédito anima setor de materiais de construção

Caixa Econômica Federal (CEF) libera linha de R$ 7 bilhões para compra de material

Utilizando a concessão de crédito para impulsionar vendas em setores diretamente influenciados pela recessão econômica, a Caixa Econômica Federal (CEF) disponibilizou para este segundo semestre de 2016, linha de R$ 7 bilhões para compra de materiais de construção.

No mês passado, a Associação Brasileira da Indústria de Material de Construção (Abramat) divulgou balanço do primeiro semestre, com registro de queda de 14,3% ante igual período de 2015.

“É esperada uma melhoria a partir dos próximos meses, mais por conta de haver um estímulo financeiro muito atrativo do banco, que não houve antes”, avalia Janine Brito, diretora-executiva da Ferragens Pinheiro.

Otimismo

Janine Brito

Janine Brito

A Ferragens Pinheiro está otimista para as vendas de materiais de construção nos próximos meses. Assim sendo, um incentivo, somado ao empenho de todos os colaboradores, darão muito mais vantagens de médio a longo prazo para a empresa.

“Embora os clientes procurem preços baixos, são os aspectos emocionais que vão exercer maior importância em suas escolhas. Se eles têm crédito, deverão ir em busca de um traço diferenciado. O atendimento é crucial para que eles se tornem fiéis”, comenta Janine Brito.

De acordo com Steve Denning, autor do The Secret Language of Leadership, empresas que mantêm o foco na fidelização dos clientes, ou no que ele denomina “encantamento de clientes”, garantem um exército de porta-vozes para sua marca.

 


Seja o primeiro a comentar on "Concessão de crédito anima setor de materiais de construção"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*