Barco hospital é inaugurado com festa em Guajará-Mirim; unidade também atenderá bolivianos

Foto: Divulgação

A inauguração do barco hospital Walter Bártolo, nesta terça-feira(16), em Guajará-Mirim, foi marcada por demonstrações de civismo e por dois anúncios que fortalecerão a parceria entre Brasil e Bolívia na área de saúde. A instituição do programa Mais Médicos para médicos bolivianos e a garantia de que os vizinhos têm contribuições concretas na missão são as novidades. “Vamos contribuir com pessoal, medicamentos e parte do combustível”, disse Ingrid Loreto Zabala, representante do governador do Departamento de Beni.

Oficialmente, o barco é a Unidade de Saúde Social Fluvial Walter Bártolo. Vai levar, com uma tripulação formada, na maioria por profissionais que residem em Guajará-Mirim, determinação e compromisso com a saúde dos ribeirinhos dos rios Mamoré e Guaporé.

O governador Confúcio Moura, que idealizou o projeto e acompanhou toda a execução, foi homenageado pela delegação do boliviana que veio ao Brasil para a inauguração do barco.

Ingrid Zebala disse que o povo do departamento será atendido na forma como o presidente boliviano Evo Morales quer. Isto será possível, conforme Zebala, graças ao empenho do governador de Rondônia e de seus assessores.

A contribuição brasileira com a saúde dos vizinhos é um marco nas relações com os bolivianos e e isto ficou claro durante o cântico dos hinos dos dois países.

Solenidade Barco Hospital Walter Bartolo -Bruno Corsino_16_08_2016 (16)

Ingrid Loreto Zabala, representante do governo do Departamento de Beni, participou da inauguração

Os bolivianos, orgulhosos, ergueram o braço esquerdo e apoiaram a mão direita sobre o peito enquanto cantavam o hino. Os brasileiros entoaram forte cada palavra do hino nacional. Uma demonstração de orgulho compatível com povos irmãos separados apenas pelo rio Mamoré.

O serviço de saúde também homenageia dois ilustres moradores da região e pioneiros de Guajará-Mirim. Foram denominados Salomão Melgar e Chico Oliveira as ambulanchas que dão suporte ao barco. Melgar, líder político respeitado, morreu no rio Guaporé durante uma missão de trabalho. Oliveira foi eleito vice-prefeito, mas morreu antes de tomar posse. Ambos eram apaixonados pelos ribeirinhos e indígenas da fronteira.

Walter Bartolo teve sua história contada durante a cerimônia. Foi um defensor ardente dos municípios da região, além de liderança de relacionamento fácil. Seus familiares estiveram presentes à cerimônia e comemoraram a lembrança. “O nome dele vai estar nos lugares onde as pessoas que mais precisam serão atendidas”, resumiu a emocionada Cláudia Bártolo, neta do homenageado.

A deputada federal Marinha Raupp revelou que falou sobre o barco hospital ao presidente interino Michel Temer e sobre a importância para a integração entre os dois países. “O presidente ficou admirado e parabenizou o nosso governador pela iniciativa”, disse a deputada.

A unidade de saúde fluvial tem suporte de internet e, se houver necessidade, poderá acionar helicóptero para trazer pacientes em situação grave. Vai visitar as localidade de acesso possível em razão do período de estiagem.

Futuramente, estarão no barco equipes para atendimento social e até do Judiciário para o projeto Justiça Rápida.

A construção da embarcação ficou a cargo da Casa Militar, chefiada pelo tenente-coronel Maurício Marcondes Gualberto. Também emocionado, ele discursou sobre como tudo começou e enfatizou a concretização do sonho do governador Confúcio.

O governador voltou a destacar que ainda há obstáculos burocráticos para ampliar os serviços da embarcação, mas deixou claro que isto não impedirá o avanço no atendimento. “Os dois povos sempre tiveram relações amistosas e atuaram de forma harmônica. Não será a burocracia que impedirá o cumprimento de todo projeto que fizemos”, avaliou.

DOCUMENTÁRIO

Durante a cerimônia de inauguração do barco, os representantes do bois-bumbás Flor do Campo e Malhadinho receberam do governador Confúcio Moura e do vice-governador Daniel Pereira cópias do documentário Duelo da Fronteira produzido pela Superintendência Estadual de Comunicação (Secom) no ano passado sobre a maior festa de Guajará-Mirim. O filme servirá para difundir a cultura local e estimular o turismo a fim de trazer reflexos econômicos para o município.

De acordo com o superintendente de Comunicação, Domingues Junior, o documentário é o resultado do trabalho da equipe formada por jornalistas e publicitários que tem como foco difundir a cultura e a história de Rondônia por meio de boas histórias. O material está disponível no Portal do Governo. Neste ano, a Secom também produziu os curtas sobre o Forte Príncipe da Beira e a Festa do Divino, realizada no Vale do Guaporé.

Seja o primeiro a comentar on "Barco hospital é inaugurado com festa em Guajará-Mirim; unidade também atenderá bolivianos"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*