DF: cinco restaurantes comunitários serão fechados temporariamente

As unidades de Samambaia, da Estrutural, de São Sebastião e de Santa Maria deixam de funcionar nesta sexta (19) e a do Recanto das Emas, no sábado (20). Quatro empresas que prestavam o serviço não renovaram contrato com o governo de Brasília e uma rescindiu antes do fim.

 Cinco restaurantes comunitários do Distrito Federal serão fechados temporariamente. As empresas que prestam o serviço nas unidades de Samambaia, da Estrutural, de São Sebastião e de Santa Maria alegaram prejuízos financeiros e não demonstraram interesse em renovar os contratos com o governo de Brasília, que venceram nesta quinta-feira (18). As atividades encerram-se na sexta-feira (19). Já a que administra o restaurante do Recanto das Emas — a ser fechado no sábado (20) — tinha contrato até 3 de novembro, mas optou pela rescisão. Durante o período de inatividade, pequenas reformas serão feitas nos refeitórios.

Segundo o subsecretário de Segurança Alimentar do DF, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Jefferson Urani, outras empresas já estão aptas a assumir o controle dos restaurantes comunitários. No final de 2015, foi feito um pregão para selecionar instituições para administrar as unidades, caso não houvesse interesse das atuais em renovar os convênios.

“As empresas que estão saindo devem desocupar os restaurantes até domingo (21). Na semana que vem, assinaremos os contratos com as novas e, partir disso, elas têm 15 dias para iniciar a operação. É o prazo para se estabelecer, fazer contratação de pessoal e comprar insumos”, disse Urani. O Distrito Federal tem 14 restaurantes comunitários.


Seja o primeiro a comentar on "DF: cinco restaurantes comunitários serão fechados temporariamente"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*