Técnica criada por médico do DF simplifica tratamento de catarata


Novo uso para o femtolaser foi premiado nos Estados Unidos e Brasil e beneficia pacientes que precisam de nova cirurgia de catarata

Uma nova técnica para o uso do laser femtosegundo – opção mais moderna e precisa, que substitui as lâminas e bisturis na cirurgia para cura da catarata – está facilitando a vida de pacientes que já se submeteram ao procedimento e precisam refazê-lo: a quebra da lente a ser extraída do olho em micro pedaços.

A inovação permite que a lente a ser substituída seja removida de maneira mais rápida e com incisões menores, e foi desenvolvida pelo especialista da OFTALMED, Jonathan Lake.

O trabalho foi premiado no último mês de maio entre os melhores apresentados no congresso internacional realizado em New Orleans, nos Estados Unidos, pela Associação Americana de Catarata e Cirurgia Refrativa (American Society of Cataract and Refrative Surgery – ASCRS). O vídeo deste trabalho foi premiado no festival de vídeos da Sociedade Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (BRASCRS) em junho.

“Caso o paciente tenha recebido uma lente que tenha que ser trocada por uma série de raros motivos, é possível que ele precise passar por um novo procedimento. Neste sentido, a técnica que desenvolvemos soluciona o problema de modo mais eficiente porque quebra essa lente antiga em pedaços muito pequenos e permite que ela seja extraída rapidamente e com incisões mínimas”, afirma o especialista.

CATARATA

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo. No Brasil, a doença atinge, em média, 28,7% das pessoas com mais de 60 anos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Centro-Oeste é a região do país com maior incidência de catarata em indivíduos com mais de 60 anos: 33,7% da população com 60 anos ou mais desenvolvem a enfermidade. Em seguida aparecem as regiões Nordeste (31,9%), Sudeste (28,7%), Norte (26,7%) e Sul (21,8%).

Entre as principais causas da catarata estão a superexposição à radiação ultravioleta, como da luz solar, o diabetes sem controle e o envelhecimento. Como a expectativa de vida da população tem aumentado ao longo dos anos, o número de pessoas com catarata tende a crescer.

A doença atrapalha muito a vida do paciente, que passa a ter dificuldade para realizar atividades simples do dia a dia, como ler e dirigir, aumentando também a dependência dos óculos.

Seja o primeiro a comentar on "Técnica criada por médico do DF simplifica tratamento de catarata"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*