Polícia desarticula organização que faturava com cirurgias desnecessárias no DF


A Polícia Civil do Distrito Federal desencadeou, nesta quinta-feira (1º), a Operação Mister Hyde para desarticular uma organização criminosa formada por médicos e empresários.

De acordo com as investigações, os criminosos faturavam com cirurgias desnecessárias, superfaturamento de equipamentos, troca fraudulenta de próteses e uso de material vencido em pacientes.

Apenas em 2016, a estimativa é de que cerca de 60 pacientes foram lesados somente por uma empresa. O esquema movimentava milhões de reais em cirurgias, equipamentos e propinas.

A operação, que mobiliza 240 policiais civis, prevê o cumprimento de 21 mandados de busca; 12 mandados de prisão, sendo sete temporárias e cinco preventivas e quatro conduções coercitivas. Vinte e um promotores e 21 agentes de segurança do Ministério Público também participam da operação.

Logo mais, haverá uma coletiva à imprensa no Complexo da Polícia Civil em Brasília, para detalhar os resultados da Operação Mister Hyde.

Seja o primeiro a comentar on "Polícia desarticula organização que faturava com cirurgias desnecessárias no DF"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*