Virada do Cerrado tem programação variada no Parque da Cidade no último dia oficial


Neste domingo (11), Dia Nacional do Cerrado, iniciativa ainda traz feira de tecnologias sustentáveis e mesa-redonda sobre mudanças climáticas. No fim do mês, mais atividades marcam preparação para 2017

As folhas secas à beira do lago na altura do Estacionamento 10 formam o cenário do último dia da Virada do Cerrado deste ano na programação do Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek. A segunda edição do evento começou no dia 7, com a abertura durante as comemorações de 56 anos do Lago Norte, e termina oficialmente neste domingo (11), Dia Nacional do Cerrado. Foram mais de 500 atividades, em quase 30 regiões administrativas de Brasília e no município goiano de Padre Bernardo.

1,2 mil pessoas participaram da Corrida pelo Clima, em percursos de 5 e 10 quilômetros.

1,2 mil pessoas participaram da Corrida pelo Clima, em percursos de 5 e 10 quilômetros. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Uma das ações dessa manhã foi a Corrida pelo Clima, que reuniu mais de 1,2 mil pessoas, em provas de 5 e de 10 quilômetros. Os três primeiros a cruzar a linha de chegada em cada uma das quatro categorias (feminino e masculino para cada percurso) ganharam uma muda de árvore típica do Cerrado. Todos os inscritos receberam kit com camiseta e chip, além de um pacote com mudas de plantas também do bioma que dá nome à celebração.

Lis Barroso, de 38 anos, moradora de Taguatinga, alcançou o segundo lugar na prova de 5 quilômetros. Para ela, que já corre há dois anos e meio, o significado foi diferente desta vez. “Precisamos focar na importância que a natureza tem na nossa vida. Então, essa corrida vem carregada de simbolismo”, disse. Nas costas da camiseta que vestia, a microempreendedora carregava, assim como os outros corredores, a mensagem 1,5°  o recorde que não devemos quebrar.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, André Lima, os dizeres referem-se ao aumento da temperatura mundial, que não deve ocorrer para não agravar efeitos climáticos extremos, como secas drásticas, grandes incêndios e falta d’água. “É uma campanha para conscientizar a população, pois estamos em uma virada de consciência. As pessoas precisam estar mais atentas, mais ligadas e ter atitude em relação ao nosso clima e à nossa água.” Mudar a forma como quem vive em Brasília enxerga sua responsabilidade ambiental é um dos pilares do evento.

“Estamos em uma virada de consciência, precisamos ter atitude em relação ao nosso clima e à nossa água.”André Lima, secretário do Meio Ambiente

Alessandra Araújo, de 43 anos, separa o lixo em casa e fica de olho para não consumir desnecessariamente água e energia. Ela já passa os princípios sustentáveis para os dois filhos, uma menina de 4 anos e um menino de 3, mas fez questão de levar as crianças ao parque neste domingo. “Eles verem isso aqui hoje torna mais fácil compreenderem melhor a importância dessas atitudes”, avaliou, acompanhada do marido, Humberto Navarro, de 42 anos.

Atividades no Parque da Cidade seguem até o fim da tarde

A programação do último dia oficial da Virada do Cerrado 2016 na manhã de hoje ainda contou com teatro de fantoche, passeio em grupo com cachorros, dança de roda, meditação e feira de produtos do Cerrado e tecnologias sustentáveis  que funcionará até as 18 horas. Há barraquinhas com produtos da agricultura familiar, artesanato com espécies da flora do bioma e soluções de energia solar, por exemplo.

Atividades da Virada do Cerrado incluíram feira de produtos do Cerrado.

Atividades da Virada do Cerrado incluíram feira de produtos do Cerrado. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Quatro tendas com as temáticas Fogo, Ar, Ar e Água também oferecem atividades durante todo o dia no Parque da Cidade. As estruturas estão montadas no Estacionamento 10, próximo à feira de produtos do Cerrado. Às 15 horas, o secretário do Meio Ambiente participa na Tenda Ar de uma mesa de diálogo sobre mudanças climáticas. Estarão na conversa a ex-senadora Marina Silva, o ator Marcelo Serrado e outros envolvidos com a causa de preservação do meio ambiente.

Hoje também haverá eventos no Lago Sul, em outras áreas do Plano Piloto, no Recanto das Emas e no Jardim Botânico.

O investimento da Secretaria do Meio Ambiente em todas as mais de 500 ações oferecidas foi de R$ 500 mil. “É um evento colaborativo, construído com a participação da sociedade civil, do governo e da iniciativa privada”, resumiu André Lima.

Preparação para a Virada do Cerrado 2017

O encerramento oficial da Virada do Cerrado é neste domingo, mas ainda estão programadas atividades em setembro em Planaltina, nos dias 27 e 30, e em Samambaia, nos dias 25 e 26. O secretário do Meio Ambiente explica que elas já marcam uma preparação para a edição de 2017. “Nós aumentamos a quantidade de eventos, a qualidade das ações oferecidas e queremos que no ano que vem tudo esteja melhor ainda, com mais parceiros, mais atrações.”

Em 2015, estavam envolvidos cerca de 80 instituições, entre órgãos dos governos federal e de Brasília e entidades da sociedade civil. Foram mais de 200 ações distribuídas por 21 regiões administrativas. A secretaria calcula que a primeira Virada reuniu aproximadamente 20 mil pessoas, entre participantes e organizadores.

Seja o primeiro a comentar on "Virada do Cerrado tem programação variada no Parque da Cidade no último dia oficial"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*