TO: Programa Melhor em Casa evita hospitalizações e beneficia mais de 20 pacientes simultaneamente

Além de proporcionar comodidade para os pacientes, o Programa Melhor em Casa apresenta uma economia - Nielcem Fernandes / Governo do Tocantins

Palmas (TO) – Contando com uma equipe comprometida, formada por clínicos gerais, enfermeiros, técnicos em enfermagem, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, fisioterapeutas e outros, o programa Melhor em Casa continua contribuindo para desafogar os hospitais de emergência e ao mesmo tempo proporcionar um atendimento mais humanizado e próximo da família.

Implantado no Hospital Geral de Palmas (HGP), o programa já atendeu mais de 270 pacientes desde 2014. Atualmente, 24 pacientes são beneficiados, número máximo que o hospital atende simultaneamente, oferecendo atenção domiciliar, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções.

Entre os pacientes beneficiados com o programa estão aqueles com necessidade de reabilitação motora, idosos, pacientes crônicos sem agravamento ou em situação pós-cirúrgica e que necessitam de recuperação com redução dos riscos de contaminação e infecção. O aposentado de 65 anos, Valdemir Tavares é um dos beneficiados pelo programa. Ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), passou um período internado no HGP e agora recebe, na comodidade do seu lar, os cuidados dos profissionais de saúde. Durante a semana, Valdemir passa por sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, consulta com médico e outros. “Eu acho muito bom. Além de receber os profissionais em casa todos os dias, tenho o contato com os meus filhos, familiares e amigos”, disse.

Outro paciente que é beneficiado pelo programa  é o aposentado Sebastião Francisco, de 83 anos. Para a filha e dona de casa, moradora do Taquari, Ilda Nunes Francisco, o atendimento é muito importante e ajuda no trabalho como cuidadora. “Este programa foi Deus que colocou para ajudar a cuidar de meu pai. Os profissionais são maravilhosos, cuidam dele todos os dias, oferecem sessões de fisioterapia, fazem curativos “, ressaltou.

Por meio de forte gestão feita pelo Governo do Estado com o Ministério da Saúde, o Fundo Estadual passou a receber um incentivo para o programa, mais uma conquista do Tocantins com o ministério, uma vez que o programa não era habilitado e, até o momento, era financiado exclusivamente com recursos próprios do Estado.

O enfermeiro e coordenador do programa no HGP, Samuel Pereira de Almeida Costa, disse que a contrapartida do ministério vai ajudar nas despesas do serviço. “O recurso irá auxiliar na compra de medicamentos e de insumos, despesas com combustível e manutenção de transporte, por exemplo”, informou.

Como participar do programa?

O enfermeiro e coordenador do programa lembra que, para ter acesso ao serviço, o paciente deve está internado no Hospital Geral de Palmas,  possuir um cuidador e morar na zona urbana da Capital. “O paciente que participa deste programa só tem benefícios. Em casa, a recuperação é extremamente vantajosa, sem grandes riscos de infecções hospitalares e a família recebe orientações sobre as dúvidas que surgem no dia  a  dia”, ressaltou.

Além de proporcionar comodidade para os pacientes, o programa Melhor em Casa apresenta uma economia, de acordo com dados do Departamento de Atenção Básica e da Coordenação Geral de Gestão Hospitalar do Ministério da Saúde. Com a implantação da Atenção Domiciliar, obtém-se economia de até 80% nos custos de um paciente, quando comparado ao custo desse mesmo paciente internado em uma unidade hospitalar.

Seja o primeiro a comentar on "TO: Programa Melhor em Casa evita hospitalizações e beneficia mais de 20 pacientes simultaneamente"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*