Lava Jato: Lula denunciado à Justiça pelo tríplex de Guarujá e vai ser julgado por Sérgio Moro


Denúncia será feita hoje pelo procuradores federais. MPF aponta que o ex-presidente foi favorecido por empreiteira que roubou a Petrobras na compra e reforma do apartamento

A força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF), responsável pela Operação Lava Jato, anuncia daqui a pouco, a denúncia contra ex-presidente Lula à Justiça. Os procuradores afirmam que o petista é responsável por crimes ao receber vantagens indevidas da empreiteira OAS na compra do apartamento tríplex no edifício Solaris, em Guarujá, litoral de São Paulo. Além de Lula, será denunciada a ex-primeira dama Marisa Letícia.
Os outros denunciados são o dono da construtora OAS, Léo Pinheiro, Paulo Gordilho, Paulo Okamotto, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira.
A OAS é uma das empreiteiras participantes do clube que formou o Petrolão, o esquema de corrupção instalado durante o governo Lula na Petrobras.
A empreiteira não apenas reservou o imóvel como o reformou completamente, sob orientação da família de Lula. Quando o caso se tornou público, Lula desistiu da compra. A denúncia será encaminhada ao juiz federal Sergio Moro.

Dentro da Lava Jato, Lula já foi acusado de tentar sabotar as investigações, na tentativa da compra do silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Lula também é investigado pela compra do sítio de Atibaia, reformado com ajuda de outra empreiteira envolvida no petrolão, a Odebrecht.

Desde fevereiro, Lula tenta escapar da alçada de Moro, com uma série de recursos apresentados a Tribunais Superiores. Na semana passada, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, rejeitou um desses recursos com o argumento de que a defesa de Lula tentava criar obstáculos à investigação.

Seja o primeiro a comentar on "Lava Jato: Lula denunciado à Justiça pelo tríplex de Guarujá e vai ser julgado por Sérgio Moro"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*