Gerentes de projetos precisam controlar o cronograma das atividades de uma obra para evitar atrasos


Mesmo diante dos prazos apertados e das tomadas de decisões que demandam urgência, gerentes de projeto precisam investir tempo no desenvolvimento e controle do cronograma das atividades de uma obra, seja para alinhamento com o que está sendo realizado ou para mitigar atrasos. Para discutir as melhores práticas em gerenciamento de atrasos, a FTI Consulting, Inc. (NYSE:FCN), consultoria empresarial global dedicada a auxiliar organizações a proteger e aumentar os seus valores, patrocinou a 6ª Conferência Internacional Bienal da Sociedade do Direito da Construção, em São Paulo.

Organizado pela SCL – Society of Construction Law e reconhecido como um dos mais importantes do setor de infraestrutura global, o evento aconteceu no Hotel Unique, entre os dias 13 e 15 de setembro. Na oportunidade, Simon E. Braithwaite, Senior Director da FTI Consulting, baseado em Nova Iorque, Estados Unidos, palestrou no painel Hot tubbing session with experts: Best practices for delay and quantum analysis, abordando as melhores práticas para lidar e quantificar os atrasos em construções.

“Quando os desajustes no prazo começam a dar os primeiros sinais, é preciso que profissionais qualificados estejam preparados para diagnosticar e mitigar o problema”, explicou Sandro Cunha, Managing Director da FTI Consulting, baseado no Rio de Janeiro, Brasil. “Os especialistas da FTI Consulting possuem os conhecimentos necessários, tanto regulatórios como técnicos, e estão orientados para reverter situações e antecipar crises relacionadas a atrasos em obras.”

Pela primeira vez na América Latina, a conferência reuniu geólogos, engenheiros, arquitetos, economistas, advogados, árbitros, mediadores, juízes e especialistas da área de infraestrutura de mais de 30 países. O evento também discutiu outros temas de grande relevância para o mercado de construção como a adoção do BIM (Building Information Modeling) na Europa e no Brasil, as melhores práticas em Project Finance, PPPs e concessões e a transparência na contratação de projetos públicos de infraestrutura.

Para evitar atrasos, é preciso estar atento aos sinais e manter um controle rígido sobre todas as etapas construtivas. Apesar da pouca margem que existe para resolver os problemas com atrasos depois que eles ocorrem, os profissionais precisam atuar durante todo o processo e estar alerta para qualquer alteração no cronograma.

Seja o primeiro a comentar on "Gerentes de projetos precisam controlar o cronograma das atividades de uma obra para evitar atrasos"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*