Atentado em Itumbiara: vice-governador é baleado e candidato a prefeito morre durante carreata

O governador em exercício de Goiás, José Eliton de Figuerêdo Júnior, que é vice-governador e secretário de Segurança do estado, foi baleado hoje (28) quando participava de uma carreata do candidato à prefeitura do município de Itumbiara José Gomes da Rocha (PTB). Ex-prefeito da cidade e ex-deputado federal, Rocha também foi baleado, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo a assessoria de imprensa da vice-governadoria de Goiás, José Eliton foi submetido a uma cirurgia e será removido em um helicóptero UTI Vida para Goiânia.

itumbiaraSegundo relatos de pessoas próximas ao governador em exercício, durante a evolução da carreata, um carro, na contramão, foi de encontro ao veículo em que estavam José Eliton e José Gomes da Rocha. O motorista do carro descarregou uma pistola na direção dos dois, atingindo também um policial militar que atuava na segurança do vice- governador. José Eliton levou dois tiros na região abdominal.

O autor dos disparos foi morto pela equipe de segurança do vice-governador. Era o auxiliar de serviços gerais da Secretaria Municipal de Saúde de Itumbiara, Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos. Ele atirou e matou também o cabo da Polícia Militar Vanilson Rodrigues e feriu o ex-secretário de comunicação da cidade, Célio Rezende.

A identificação de Gilberto, que era conhecido como Béba, foi confirmada pelo delegado regional de Itumbiara, Ricardo Torres Chueire. Béba estava parado dentro do Siena preto e quando a carreata de José Gomes da Rocha passou, ele desceu do carro e descarregou uma pistola calibre ponto 40.

NOTA DO GOVERNO DE GOIÁS

O estado de saúde do governador em exercício e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton, vítima de atentado com arma de fogo em Itumbiara no final da tarde desta quarta-feira (28/9), é estável e ele não corre risco de morte.

José Eliton está sedado e em procedimento de transferência, em UTI aérea, para Goiânia, onde será internado no Hospital de Urgências Doutor Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

O governador em exercício foi atendido de imediato pela equipe médica do Hospital Municipal de Itumbiara, onde passou por cirurgia.

O advogado da Prefeitura de Itumbiara Célio Rezende também foi vítima do atentado. Ele também está em procedimento de transferência para o Hugol, em Goiânia, na mesma UTI área em que será transportado o governador em exercício.

 


Seja o primeiro a comentar on "Atentado em Itumbiara: vice-governador é baleado e candidato a prefeito morre durante carreata"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*