Foto: Divulgação

Rio Branco (AC) – A Usina de Arte João Donato apresenta o espetáculo “Yunu Pani – A Origem dos Legumes”, inspirado em um mito indígena do povo Huni Kuin publicado no livro “Una Isi Kayawa” (2014), de Agostinho Ika Muru e Alexandre Quinet.

A produção integra quatro linguagens artísticas, em uma lúdica brincadeira cênica de finalização dos cursos Técnico em Produção de Áudio e Vídeo, Técnico em Artes Visuais, Técnico em Arte Dramática Técnico em Composição e Arranjo, ofertados no âmbito do Pronatec por meio do Instituto Dom Moacyr (IDM) e da Fundação de Cultura Elias Mansour.

A concepção e a execução do projeto deram-se de modo integrado entre os professores e alunos das quatro turmas e faz parte do último módulo do curso.

Foram quatro meses de pesquisas, experimentações cênicas e audiovisuais, ensaios, criação cenográfica e musical.

A aluna Yslany Araújo, de 16 anos, do curso Técnico em Artes Cênicas, comemora o momento e fala da mudança que o curso trouxe na sua vida.

“Antes de começar o curso, eu tinha muita vergonha de falar em público e até dificuldades para apresentar trabalho na minha escola, e hoje perdi todo o medo. Este curso me despertou para a vida. Hoje não tenho mais vergonha e quero seguir a carreira de atriz”, disse ela.

O espetáculo é itinerante e o espaço cênico ocupa todo o teatro, fazendo com que as cenas ocorram muito próximas ao público, criando uma relação direta dos atores e músicos com a plateia e convidando os espectadores-experimentadores a adentrar a atmosfera poética de Yunu Pani – A Origem dos Legumes.

Para a diretora-presidente do IDM, Rita Paro, a culminância desse trabalho é um resultado de sucesso. “Apresentações como essa mostram a nossa seriedade e compromisso com o futuro dessa juventude.”

As apresentações começaram na quarta-feira, 28, e continuam nesta quinta-feira, 29, às 15h e às 16h30. Na sexta-feira, 30, será às 16h e às 19h na Usina de Arte. Cada sessão receberá um público de apenas 50 espectadores, selecionado por ordem de chegada ao local.

Algumas sessões são dedicadas às escolas públicas, onde os alunos dos cursos técnicos cursam o ensino médio. A ideia é que seus colegas, além de prestigiar o espetáculo, possam conhecer e reconhecer as possibilidades de criação artística com adolescentes ainda cursando a educação básica.

Seja o primeiro a comentar on ""

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*