Cenário Nacional | Eleitor tira o Brasil do vermelho e manda um duro recado ao PT



O ex-presidente Lula foi o grande derrotado nas eleições de 2016. Ele participou de várias campanhas e por onde passou viu seus candidatos naufragarem. O PT e seus partidos satélites não conseguiram empolgar o discurso do golpe. E de que são perseguidos por tudo e por todos.

O povo não é besta e sabe quem de verdade andou metendo a mão do dinheiro público. Quando se detecta corrupção no governo, uma coisa é certa, não é a oposição que está roubando, e sim o próprio governo. E o eleitor entendeu isso.

Se formos apontar o partido vencedor das eleições de 2016, seria o PSDB, com quase 800 prefeitos eleitos. Foi um crescimento de 14% em relação às 695 prefeituras conquistadas em 2012.

Mas o PSDB tem que ficar escaldado, porque nomes conhecidos do partido também estão sendo investigados pela Operação Lava Jato e suas ramificações. O PMDB, partido que teve mais prefeitos eleitos, também é outro que está na mira do Judiciário.

Se o PT foi golpeado e virou um partido médio nas eleições de 2016, PMDB e PSDB devem ficar de olho em 2018. Podem virar as próximas “vítimas” das investigações.

Lula disse domingo na zona eleitoral, após votar em Haddad, que o PT iria surpreender nessa eleição. A derrota massacrante foi mesmo surpreendente. Lula tinha razão. O PT caiu da 3ª posição no ranking de partidos com mais prefeitos para a 10ª posição, com 256 eleitos (382 a menos do que em 2012, com 638), um pouco abaixo do o PTB (o 9º da lista).

Em 2016, os coxinhas levaram a melhor, aplicando uma surra nos “petralhas”, resultado previsível, nem por isso menos comemorado entre os tucanos.

O PT sofreu, em todo o país, a pior derrota eleitoral de sua história. O PT que trabalhava pela hegemonia política do País, só venceu em uma capital, Rio Branco (AC). No ABC, berço político do petismo, a derrota tem seu simbolismo. Lula não conseguiu reeleger nem seu filho a vereador de São Bernardo do Campo.

Com um desempenho pífio, o partido da ex-candidata à presidência, Marina Silva, a Rede, ainda não disse a que veio. E com certeza deve ter sido prejudicado por ter se transformado em linha-auxiliar no PT durante o processo de impeachment.

Os deputados Alessandro Molon, Aliel, e o senador Randolfe Rodrigues foram, em alguns momentos, mais enfáticos na defesa do PT que o próprio. Foram vassalos do PT. Resultado das urnas mostra o resultado desse comprometimento

Seja o primeiro a comentar on "Cenário Nacional | Eleitor tira o Brasil do vermelho e manda um duro recado ao PT"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*