Saldo de empregos no Acre gera expectativas para o comércio

Foto: Divulgação

Uma divulgação recente do Ministério do Trabalho revelou que só o Acre e mais dois estados geraram empregos em 2015 no país, segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Além disso, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que desde maio deste ano o Acre se mantém no ranking dos estados que mais contrataram do que demitiram.

O saldo retratado em comparação ao cenário nacional tem gerado expectativas nos setores. Sobre os dados do Caged, o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre  (Fecomércio), Leandro Domingos, declarou: “O Acre já dá sinais de recuperação, haja vista que a contratação de mão de obra com carteira assinada tem superado as baixas. Esperamos que essa tendência seja retomada de uma vez por todas, uma vez que o desemprego é a maior mazela que uma crise econômica pode causar ao povo”.

Com o fim do ano se aproximando, essa expectativa tende a crescer em razão do período natalino. De acordo com pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado (Fenaserhtt), a previsão de contratações deve chegar a 101 mil pessoas em todo o Brasil.

Segundo o levantamento, a indústria deve absorver 56,6 mil trabalhadores (56%), serviços 10,1 mil (10%), e o comércio deve ficar com 34,3 mil (34%). Temporários contratados em situação de primeiro emprego podem chegar a 20,2 mil, e outros 5.050 mil terão chances de efetivação após o término do contrato.

1

Seja o primeiro a comentar on "Saldo de empregos no Acre gera expectativas para o comércio"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*