Coral de detentas faz apresentação com Fafá de Belém no Círio 2016

A cantora lírica Patrícia Oliveira já fez várias apresentações com o Timbres e também esteve presente na homenagem à padroeira dos paraenses


Ao som de “Ave Maria” o Coral Timbres, formado por detentos do Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC) e do Centro de Recuperação Feminino (CRF), emocionou os fiéis ao lado da cantora Fafá de Belém durante o 224º Círio. Depois de dois anos se apresentando na Trasladação, essa é a primeira vez que o grupo canta na maior festa religiosa do Brasil.

Os 16 integrantes do coral se prepararam durante cinco meses com a maestrina Vera Santos. No repertório, 15 músicas que falam sobre fé e esperança como “Maria de Nazaré”, “Lírio Mimoso”, “Senhora da Berlinda”, “Isso é Amor” e “Tente Outra Vez”.

Há um ano no grupo, a interna Carmem Ribeiro falou sobre a felicidade de poder fazer parte de um momento tão importante da fé paraense. “Fico muito agradecida e feliz por poder participar de um momento tão especial como esse. Para nós que estamos dentro de um presídio essa oportunidade significa muito. Sentir essa energia que vem da fé de quem passa caminhando é algo até difícil de explicar”, contou.

A cantora Fafá de Belém que fez o convite pelo segundo ano consecutivo para que o coral se apresentasse com ela, explicou a importância do projeto. “Trazer o lado social para dentro da varanda é muito importante, para esses homens e mulheres essa apresentação é muito mais do que cantar, é uma oportunidade, um resgate social”, garantiu.

Quem não segurou a emoção foi a detenta Silvana Sales, que quando estava em liberdade participou de várias procissões como romeira. “Eu nunca imaginei que um dia estaria aqui fazendo essa homenagem para Nossa Senhora, cantando para ela. Não é a melhor condição, eu sei, mas é muito, muito emocionante para mim e para a minha caminhada de vida estar aqui hoje”, avaliou.

A cantora lírica Patrícia Oliveira já fez várias apresentações com o Timbres e também esteve presente na homenagem à padroeira dos paraenses. “Nós já cantamos algumas vezes juntos em ‘Um Canto Para Maria’ e para mim é uma honra poder contribuir de alguma forma com o trabalho deles, poder passar um pouco das técnicas que aprendi e poder fazer da homenagem algo mais especial”.

O grupo Timbres é um projeto social da Susipe, que conta com o apoio do Núcleo Articulação e Cidadania, da Casa Civil da Governadoria do Estado, e consiste na reinserção de internos através do canto e da música. O projeto tem como objetivo a capacitação técnica na música, com aulas de canto.

Seja o primeiro a comentar on "Coral de detentas faz apresentação com Fafá de Belém no Círio 2016"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*