Sociedade Brasileira de Computação alerta para a necessidade de capacitação

Presidente do SBC, Lisandro Zambenedetti Granville

O Brasil tem 149.716 empresas ativas na área de Internet, que geram 400 mil empregos e cujo faturamento alcançou R$ 150 bilhões em 2015, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Mesmo com a instabilidade econômica e política que o País enfrenta, a indústria de TI terá um cenário com sinais de melhora a partir de 2017. A expectativa é de um crescimento de 1,6% nos investimentos alocados em recursos computacionais frente a 2016, segundo a Gartner, renomada empresa de consultoria, com sede em Stanford, Connecticut, Estados Unidos.

No entanto, mesmo com esse cenário promissor, existe uma carência de capacitação na área, já que a oferta de mão de obra qualificada não tem sido suficiente para as empresas, que procuram profissionais para ocupar posições estratégicas em um período de instabilidade econômica. Atualmente o setor emprega 1,3 milhão de pessoas, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). A perspectiva é de que, nos próximos quatro anos, o Brasil irá precisar de 750 mil profissionais nessa área. Os números apresentados pela Associação Brasileira de Internet (Abranet) apontam que em 2022 serão três milhões de empregados trabalhando em TI, contra 1,5 milhão em 2015. Mas, existem 50 mil postos que estão esperando por um profissional qualificado.

“A computação é uma das áreas mais importantes para a economia brasileira e este é um setor que só tende a crescer nos próximos anos. A TI é uma área crucial para diversos outros segmentos como indústria, serviços, e agricultura. Além disso, o país que quiser estar na vanguarda deve continuar investindo na capacitação de pessoas para atender esta demanda crescente”, destaca o presidente da SBC (Sociedade Brasileira de Computação), Lisandro Zambenedetti Granville.

Seja o primeiro a comentar on "Sociedade Brasileira de Computação alerta para a necessidade de capacitação"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*