GPUs NVIDIA ajudam Genial Mind a oferecer músicas de acordo com o gosto dos usuários

Foto: Divulgação

Desenvolvido na linguagem de programação para GPUs criada pela NVIDIA, o site usa inteligência artificial em avançado sistema para recomendar músicas

Com a popularização dos sites de música, a forma de ouvir canções na internet mudou ao longo dos anos. Se antes o único jeito de conhecer trilhas novas era sintonizar em uma rádio ou ao assistir TV, agora é possível conectar-se a sites como o Spotify, Deezer e Apple Music e navegar pelas centenas de álbuns e artistas disponíveis. Pensando na popularização cada vez maior desses serviços, o Mestre em Inteligência artificial formado pela PUC-RJ, Matheus Masson, criou o site Genial Mind, que usa a inteligência artificial para recomendar automaticamente novas músicas baseadas em seu gosto pessoal.

Atualmente integrado ao Spotify – e com planos de expansão para outros serviços como Apple Music e Deezer -, o site Genial Mind é gratuito e se conecta ao perfil do usuário, assumindo o papel do tocador de música. No site, é possível selecionar a opção de recomendação de canções, que oferece opções ainda mais variadas do que a mesma ferramenta tradicionalmente oferecida pelo Spotify.

“O Genial Mind usa uma técnica de treinamento de Redes Neurais programada em CUDA (linguagem de programação para GPUs criada pela NVIDIA) onde os áudios são transformados em imagens para serem processados pela rede. No Spotify, esse recurso é feito somente com base no seu próprio perfil, enquanto no Genial Mind, a inteligência artificial amplia o leque ao oferecer também músicas que pessoas com gostos similares estão reproduzindo em suas playlists”, explica Masson.

“A inteligência artificial pode ser usada em diversos meios e o Genial Mind é uma das formas divertidas de se entender a importância dessa tecnologia em nosso cotidiano. Como o treinamento de redes neurais é feito a partir de imagens relacionadas em cada uma das músicas disponíveis, o uso de processadores gráficos e a nossa linguagem de programação CUDA oferecem um ganho de processamento muito superior em relação à mesma ação quando somente processados em CPUs”, explica Marcio Aguiar, Gerente de Vendas Enterprise da NVIDIA na América Latina.

Matheus conta que o Genial Mind já possui mais de 700 mil informações de música e mais de 600 mil perfis de usuários cadastrados em serviços como Spotify e LastFM. E, quanto mais pessoas ouvirem músicas novas, mais canções serão adicionadas e oferecidas aos usuários da ferramenta.

“Por exemplo, se o usuário ouve muito Beatles e Caetano Veloso, o Genial Mind oferecerá músicas que sejam similares ao estilo desses dois artistas ou de algumas de suas músicas”, explica. “O diferencial é a forma como oferecemos. No Genial Mind conseguimos recomendar ao usuário músicas de interesse dele e que ele ainda não conheça”, complementa.

Para fazer toda essa programação de Redes Neurais, Matheus conta que adquiriu uma GeForce GTX 980, que ele usa em casa para fazer a programação prévia e ensiná-las a conhecerem cada dia mais músicas e artistas. Já o programa rodando em sua fase de produção e já recomendando as músicas, roda em uma plataforma com NVIDIA Tesla K40 instalada na PUC do Rio de Janeiro, placa esta que foi doada através do programa de doação de hardware que a NVIDIA oferece a comunidade acadêmica.

“Como o treinamento de Redes Neurais se baseia em reconhecimento de imagens, a GPU é muito mais indicada do que uma CPU no desenvolvimento. Dessa forma, as GPUs da NVIDIA representam uma diminuição de tempo incrível durante a programação. O que antes levava até cinco semanas para treinar a Rede Neural no armazenamento  de dados de 300 mil músicas via processador tradicional, atualmente eu consigo fazer em, no máximo, oito horas via processador gráfico”, diz.

Além da ferramenta de inteligência artificial para recomendação de músicas, o Genial Mind também possui outros recursos inexistentes no Spotify, como a ferramenta de busca que oferece uma resposta de forma mais organizada e o reagrupamento da playlist baseado em diferentes parâmetros, como, por exemplo, reproduzir primeiramente as canções mais agitadas e deixar as mais lentas no final.

Seja o primeiro a comentar on "GPUs NVIDIA ajudam Genial Mind a oferecer músicas de acordo com o gosto dos usuários"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*