Rafael Greca, do PMN, é eleito prefeito de Curitiba

Rafael Greca (PMN) foi eleito com 53,25% dos votos (Foto: Tony Matoso/ RPC Curitiba)

Greca já foi prefeito da capital paranaense na década de 90.
Curitiba foi a primeira capital a fechar o resultado neste segundo turno.

Segundo o Portal de notícias G1/PR, o candidato do PMN Rafael Greca foi eleito prefeito de Curitiba neste domingo (30). O resultado saiu às 17h31 com 94% das urnas apuradas. Ao final da apuração, Greca tinha 461.736 votos, que representam 53,25% dos votos válidos. Ele venceu Ney Leprevost (PSD) e deve assumir o cargo em janeiro de 2017.

“Eu quero ser um servidor de quem precisa de saúde, de quem precisa de segurança, de quem precisa de educação. Eu quero recompor a malha viária arrasada e eu quero devolver a Curitiba, ao lado do meu vice-prefeito o jovem Eduardo Pimentel Slavieiro, a qualidade desta que já foi a melhor prefeitura do país”, afirmou Rafael Greca em entrevista a jornalista da RPC Malu Mazza.

“Eu agradeço emocionado a oportunidade de fazer história”, acrescentou Greca.

Críticas a Fruet

Rafael Greca criticou a atual gestão municipal, comanda pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT). Ele disse que percorreu bairros na reta final da campanha e que a cidade está destruída.

“Eu fiquei muito golpeado pelo sentimento de abandono da cidade. A cidade está destruída do ponto de vista da sua conservação. O meu olhar de prefeito pede que eu comece a trabalhar amanhã”.

A prioridade, a partir de agora, segundo Greca, é ver o que precisa ser feito orçamentariamente e começar a trabalhar.

“Vamos ter chuvas, pode ter dengue, vamos ter limpar a cidade já no começo do verão. Temos que trabalhar fortemente com a saúde pública. O povo continua morrendo nas salas das Upas (Unidade de Pronto Atendimento), esperando vagas hospitalares”.

Nota de Fruet

Gustavo Fruet parabenizou o sucessor eleito, por meio de uma nota oficial. Ele também colocou a equipe à disposição para a transição dos governos.

“Parabenizo o candidato escolhido pela maioria dos eleitores para administrar nossa cidade pelos próximos quatro anos. Desejo êxito nessa missão, já colocando toda equipe à disposição para dar início ao processo de transição. Asseguro que, de nossa parte, será tranquila e republicana. Deus abençoe Curitiba!”

Sobre Rafael Greca

A primeira vez que Rafael Greca foi prefeito de Curitiba foi entre 1993 e 1996. Ele também ocupou os cargos de vereador, deputado estadual, deputado federal, secretário estadual e ministro.

Para este mandato, o vice de Greca será Eduardo Pimentel (PSDB). O prefeito eleito é engenheiro e servidor aposentado pelo Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC). Greca nasceu em Curitiba em 1956.

Propostas

Durante a campanha, o candidato afirmou em programas eleitorais, entrevistas e debates que pretende tornar o atendimento na saúde pública municipal mais eficiente. Uma das propostas, que segundo ele, pode ser concretizada em 180 dias, é implantar um modelo de agendamento nos posto de saúde que fará com que as pessoas não precisem passar a madruga na fila para conseguir consulta.

Em dois anos, afirma Greca no plano de governo, pretende criar o Centro de Especialidades Metropolitano no Portão, garantindo consultas especializadas com cardiologistas, endocrinologistas, geriatras , por exemplo, e equipe multidisciplinar.

Quando falava em mobilidade urbana, Greca era enfático ao afirmar que vai retornar a integração do transporte público de Curitiba com o da Região Metropolitana.

Ainda sobre transporte público, Greca prometeu criar uma tarifa diferenciada, para horários alternativos, diminuindo a sobrecarga nos horários de alto fluxo e revitalizar os terminais de ônibus.

Sobre educação, Greca afirmou que nos primeiros dias de gestão vai identificar a real necessidade de vagas no ensino fundamental e na educação infantil na cidade.

No plano de governo, uma das propostas e colocar Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) em funcionamento, abrir turmas de berçário e aumentar as vagas para crianças entre zero e três anos.

Apuração
– Rafael Greca: 53,25% (461.736)
–  Ney Leprevost (PSD): 46,75% (405.315)
– Votos em branco: 4,35% (44.834)
– Votos nulos: 11,45% (117.920)
– Abstenções: 259.399

Seja o primeiro a comentar on "Rafael Greca, do PMN, é eleito prefeito de Curitiba"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*