RR: Sensibilizar homens é o grande desafio do Novembro Azul

Foto: Divulgação

As consultas de rotina para este ou qualquer outro agravo deve começar pelos postos de saúde

Depois do Outubro Rosa, mês de mobilização para prevenção do câncer de mama, agora é a vez de alertar para os cuidados com a saúde dos homens, pois neste mês inicia a campanha Novembro Azul, uma iniciativa para sensibilizar o público masculino para a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, que é o segundo mais comum no gênero.

Segundo dados do Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), em 2015 o câncer de próstata foi o responsável pela morte de 18 pessoas em 2015 e 16 só em 2016. Os diagnósticos feitos no Laper (Laboratório de Anatomia Patológica de Roraima) mostram que foram registrados 36 casos da doença em 2014, 21 em 2015 e 20 casos em 2016, até o momento.

Para a gerente do Núcleo de Ações Programáticas de Saúde do Homem, Mona Lisa Barreto, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens [atrás apenas do câncer de pele não-melanoma]. Em valores absolutos e considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente entre os homens.

“Este é um câncer considerado da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Mas isso não significa que não possa ocorrer entre os mais jovens. Por isso, é importante que os homens procurem cuidar da saúde de maneira rotineira”, explicou.

Ela ressaltou ainda que conforme uma análise do Inca [Instituto Nacional de Câncer], o aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos [exames], pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do País e pelo aumento na expectativa de vida.

ATENDIMENTOS – As consultas de rotina para este ou qualquer outro agravo deve começar pelos postos de saúde, onde um clínico-geral vai avaliar o paciente e encaminhar para um especialista, se houver necessidade.

Na Capital, estes atendimentos são realizados na Clínica Especializada Coronel Mota,  que somente na especialidade de urologia, disponibiliza uma média de 150 vagas para oito especialistas da área.

Os exames preventivos ao câncer de próstata são disponibilizados gratuitamente na rede pública, incluindo o PSA (Antígeno Prostático Específico) que é o primeiro passo no processo de diagnóstico para o câncer. Se houver prescrição médica, basta requerer uma autorização na Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) e, em seguida, agendar o exame em um laboratório credenciado.

O PSA é uma substância produzida pelas células da glândula prostática em resposta a uma série de alterações que possam estar presentes na próstata, incluindo uma infecção ou inflamação (prostatite), o alargamento da próstata (hiperplasia benigna da próstata) ou, possivelmente, o câncer. Especialistas acreditam que o exame de PSA salva a vida de aproximadamente 1 em cada 39 homens que realizam o procedimento.

Sesau realiza oficina sobre saúde do homem

Como parte da programação do Novembro Azul, a Sesau realizará uma oficina de lançamento e capacitação sobre o Guia do Pré-Natal do Parceiro e do Guia de Saúde do Homem para agentes comunitários de saúde, no dia 16 de novembro, no auditório da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde).

Participarão desta oficina os profissionais da Atenção Básica dos 15 municípios de Roraima incluindo médicos, enfermeiros e agentes comunitários de saúde, no quantitativo de 50 profissionais, na qualidade de multiplicadores das informações nas suas áreas de atuação.

A oficina tem por objetivo dar mais um passo para a consolidação da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem em Roraima, melhorando o acesso, acolhimento e a qualidade do serviço de saúde prestado à população masculina.

Após a oficina, os profissionais deverão multiplicar os conhecimentos adquiridos, com ênfase na reprodução de informação da Política Nacional de Atenção Integral do Homem, sendo feito um trabalho de prevenção e redução dos agravos relacionados aos homens no Estado de Roraima.


Seja o primeiro a comentar on "RR: Sensibilizar homens é o grande desafio do Novembro Azul"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*