Juízes vão ao Supremo Tribunal Federal pedir ação contra “ofensiva parlamentar”

Foto: Divulgação

Três associações que representam juízes foram nesta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal denunciar o que chamam de ofensiva parlamentar para reprimir o sistema de Justiça.

Os representantes das associações se encontraram com a presidente do STF, a ministra Carmem Lúcia. Isso um dia depois que senadores foram ao Supremo debater projeto que busca evitar o pagamento de supersalários, aqueles acima do teto constitucional.

O presidente da Ajufe, Associação dos Juízes Federais do Brasil, Roberto Carvalho Veloso, comentou que a Comissão que analisa os supersálarios busca retaliar a atuação de juízes em investigações.

O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, João Ricardo Costa, também criticou alguns projetos do Congresso nacional.

Os juízes reclamam do projeto que trata de abuso de autoridade, do que prevê a punição de magistrados e procuradores por crime de responsabilidade e também a Comissão que analisa formas para proibir os salários acima do teto do funcionalismo público. Essas mesmas associações de juízes foram alvos de críticas do presidente do Senado, Renan Calheiros, que disse que eles estariam agindo corporativamente.


Seja o primeiro a comentar on "Juízes vão ao Supremo Tribunal Federal pedir ação contra “ofensiva parlamentar”"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*