Psicóloga explica como administrar o estresse de fim de ano

Foto: Divulgação

Compras, metas para próximo ano e frustrações são comuns

Embora a chegada de um novo ano seja esperada com grande expectativa, as semanas que o antecedem costumam ser desgastantes. Compra de presentes, organização de confraternizações, pressão para entregar todas as demandas profissionais. Tudo isso somado ao cansaço acumulado no dia a dia pode causar um nível elevado de estresse, caracterizado principalmente pela dificuldade de concentração e fácil irritabilidade.

Muitas pessoas tendem a ficar frustradas porque as promessas do ano não foram cumpridas, por exemplo, perder peso, ficar rico, casar ou conseguir um emprego melhor. Os psicólogos explicam que é comum as pessoas jogarem a culpa em si mesmas para explicar o que não deu certo.

De acordo com a psicóloga Lia Clerot, o primeiro passo para administrar esta tensão é entender suas principais necessidades pessoais, metas e objetivos de vida. “A partir desta análise, você poderá dividir as atividades e organizar o seu tempo. Assim, ficará muito mais simples lidar com as pressões, executar todas as tarefas diárias e ainda guardar um tempo para o relaxamento, importantíssimo para aqueles que querem uma vida tranquila”, explica Lia.

Uma das explicações do estresse de fim de ano pode ser a Síndrome de Burnout, a doença do esgotamento profissional.

Segundo a Unidade Intermediária de Crise e Apoio à Vida (Uniica), a Síndrome de Burnout é um processo que se inicia com a tensão no trabalho, podendo levar o profissional a uma condição crônica de estresse e ao esgotamento físico e mental, que, se não for diagnosticada corretamente, pode ser confundido com doenças como a depressão. No entanto, a síndrome diferencia-se da depressão, por estar diretamente atrelada ao trabalho e não a outras questões da vida do profissional.

Mas será que é possível chegar ao final do ano menos estressado? De acordo com Lia Clerot, sim, é possível. “Quando se tem consciência dos seus limites, você consegue estabelecer listas de tarefas, equilibrar o dia a dia e trabalhar a mente para sofrer menos influências de pressões e cobranças”, explica. Com isso, é possível atravessar não só o fim do ano, mas os próximos 365 dias com mais tranquilidade.

“O segredo está no planejamento. Quanto mais foco você tiver em mente, mais fácil será. Com isso, você consegue direcionar melhor esforços para aquilo que realmente é prioritário, evitando desperdício de tempo e desgaste emocional”, conclui.

Seja o primeiro a comentar on "Psicóloga explica como administrar o estresse de fim de ano"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*