80% dos casos de cegueira no Brasil poderiam ser evitados

Dia 13 de dezembro é o Dia Nacional do Cego. No Brasil, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo cerca de 600 mil cegas e 6 milhões com baixa visão, segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No entanto, aproximadamente 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados, pois resultam de causas previsíveis ou tratáveis.

De acordo com o oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugenio, as principais causas de cegueira são o glaucoma, catarata, diabetes e a degeneração macular relacionada à idade. ’’Infelizmente, a maioria dos brasileiros não têm o hábito de fazer check-up preventivo no oftalmologista e costumam procurar um especialista para tratar destas doenças quando já está em estágio avançado ou de difícil regressão”, comenta o médico.

A catarata é a doença que mais causa cegueira no mundo, porém ela é tratável cirurgicamente e pode recuperar a visão em qualquer estágio, mesmo se a pessoa já tiver ficado cega. Já o glaucoma, segunda maior causa de cegueira no mundo, é um dos distúrbios mais traiçoeiros da oftalmologia por afetar a visão lentamente e raramente apresentar sintomas. “Às vezes o paciente só percebe a perda de visão quando mais de 90% das fibras já estão comprometidas. É uma doença que evolui muito rapidamente e pode causar cegueira irreversível”, afirma Hilton Medeiros.

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença degenerativa da retina que provoca uma perda progressiva da visão central nas pessoas acima de 50 anos. O diabetes, por sua vez, causa alterações oftalmológicas em 40% dos portadores da doença e a retinopatia é uma das principais ameaças à visão dessas pessoas. A doença afeta o sistema circulatório da retina, onde há células receptoras responsáveis por perceber a luz e por enviar imagens ao cérebro. Os danos a esses vasos provocam vazamento de fluido ou sangue, causando fibrose e desorganizando a retina. Com isso, o paciente enxergará imagens distorcidas ou borradas, podendo perder totalmente a visão.

 

Cegueira em crianças

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica, cerca de 60% das causas de cegueira ou de grave sequela visual infantil podem ser prevenidas ou tratadas quando detectadas precocemente. As doenças mais comuns em crianças são: catarata congênita, glaucoma congênito, retinopatia da prematuridade, retinoblastoma.

O Teste do Olhinho é um instrumento eficaz para detectar doenças quando a criança nasce. “O teste do olhinho detecta qualquer patologia que cause obstrução no eixo visual como catarata e glaucoma congênito, além de doenças que causam opacidade de meios, como opacidades congênitas de córnea, tumores intraoculares grandes, inflamações intraoculares importantes ou hemorragias intra-vítreas”, explica o oftalmologista.

Algumas doenças relacionadas à má-formação ocular não têm tratamento, mas podem ser atenuadas por adaptações ópticas e não ópticas que proporcionem à criança suporte para a aprendizagem e o desenvolvimento intelectual.

 


Seja o primeiro a comentar on "80% dos casos de cegueira no Brasil poderiam ser evitados"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*