Governo de Goiás teve um dos melhores resultados fiscais do País


Os resultados dos exercícios financeiro e fiscal do Governo de Goiás em 2016 mostram que a administração Marconi Perillo atingiu os objetivos estabelecidos no conjunto das medidas de ajuste, enfrentando com eficiência a crise econômica nacional, mantendo o Estado em situação bem melhor do que a maioria das demais unidades da federação. O governador Marconi Perillo apresentou nesta sexta-feira,dia 30, em entrevista à imprensa na Sala de Situação do Palácio Pedro Ludovico Teixeira (PPLT), os números do balanço fiscal deste ano, e afirmou que “os resultados são alvissareiros, frutos de um grande esforço comandado por nossa equipe”.

Números da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) mostram que o Governo de Goiás registrou superávit primário de R$ 600 milhões em 2016, valor seis vezes superior ao projetado para o ano e 100 vezes superior aos R$ 6 milhões registrados em 2015. O resultado orçamentário também mostra expressiva melhora nas contas públicas, com superávit de R$ 600 milhões, após dois anos de déficits superiores a R$ 1 bilhão – R$ 1,8 bilhão em 2015 e R$ 1,8 bilhão em 2014. Após crescer no ano passado, a relação dívida/receita caiu em 2016 e está perto do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) Os limites legais de endividamento prosseguiram dentro dos limites legais, com folga, mesmo após a assunção da operação de crédito da Celg Distribuição, privatizada em novembro passado.

Desempenho da receita

Apesar do cenário retração econômica em função da crise nacional, Goiás teve um crescimento nominal de mais de 8% de sua receita tributária – isso significa um crescimento real de 1,2% em relação às receitas de 2015. “Em 2015, essas receitas foram de R$ 15,6 bilhões, em 2016 subiram para 16,8 bilhões, uma diferença superior a R$ 1,2 bilhão”, explicou Marconi.

O governador ainda destacou o desempenho surpreendente do Mutirão de Negociação Fiscal, realizado no início de dezembro deste ano. O governo estadual tinha previsão de arrecadar R$ 250 milhões. Mais de 40 mil contribuintes atenderam ao chamado da Secretaria da Fazenda para a regularização de suas dívidas fiscais. Resultado, o Estado recuperou R$ 700 milhões, dos quais R$ 240 milhões pagos à vista e o restante de forma parcelada pelos contribuintes. “Com esse parcelamento, o Tesouro terá aproximadamente R$ 30 milhões a mais, todo mês, em 2017”, destacou.

Seja o primeiro a comentar on "Governo de Goiás teve um dos melhores resultados fiscais do País"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*