Novo Cras do Bequimão, em São Luís, atendeu 2 mil famílias em 4 meses

Uma série de serviços são oferecidos através do Cras do Bequimão beneficiando os moradores de 22 bairros

Com os novos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) entregues no último fim de semana, o Governo do Maranhão completou a marca de 87 equipamentos sociais entregues entre 2016 e 2017. Só em 2016, foram 68 Cras e 7 Creas, espalhados por todo o Maranhão. Um deles é o Cras do Bequimão, além de novo endereço, o Centro recebeu novo prédio e equipamentos.

Damião Pacheco, beneficiado com os serviços do Cras. (Foto: Orcenil Júnior/Secap)

Damião Pacheco, beneficiado com os serviços do Cras

O Cras Bequimão foi entregue em setembro do ano passado pelo Governo do Maranhão, sendo mantido pela Prefeitura de São Luís, e realizou cerca de 2 mil atendimentos até o mês passado, ou seja, em apenas quatro meses. Os Cras e Creas contam com estrutura adequada, acessibilidade e espaços especializados para o atendimento, reforçando também a parceria entre o Estado e as Prefeituras, que são as responsáveis pela manutenção e prestação dos serviços socioassistenciais.

A entrega dos equipamentos sociais beneficia milhares de maranhenses como Damião Pacheco, que tem cinco filhos e é beneficiário do programa Bolsa Família. Ele conta animado sobre a importância dos serviços do Cras. “Fiquei sabendo do Cras desde quando ainda era no prédio velho. Lá sempre teve essa equipe maravilhosa, mas o prédio era bem ruim. Sorte que no ano passado recebemos essa nova sede, que é mais espaçosa e acolhedora. Dá para dizer que aqui tudo é nota 10, a equipe é 10 e o prédio também”, afirma o aposentado.

Elcimar Lopez, beneficiada com os serviços do Cras. (Foto: Orcenil Júnior/Secap)

Elcimar Lopez, beneficiada com os serviços do Cras

Outra pessoa que não esconde a felicidade em contar com o apoio do equipamento é Elcimar Lopez. “A outra sede era mais perto da minha casa, mas não tem nem comparação com essa aqui. Aqui é tudo novo e acolhedor. Conheço essa equipe desde que tive meu segundo filho, hoje estou no terceiro e continuo participando das reuniões. A assistente social faz é ligar para perguntar se estamos precisando de alguma coisa. Nos sentimos bem demais aqui”, conta a dona de casa que teve o bloqueio do benefício do Bolsa Família resolvido pela equipe do Cras.

“O novo prédio vem oportunizando o alcance de famílias em situação de vulnerabilidade a serviços e programas sociais, além de trazer melhores condições de trabalho para as equipes de assistentes sociais, psicólogos e pedagogos que temos aqui”, explica a coordenadora do Cras do Bequimão, Doudement Arouche Santos.

Coordenadora do Cras do Bequimão, Doudement Arouche Santos, explicou que o novo Cras ampliou a possibilidade de atendimentos. (Foto: Orcenil Júnior/Secap)

Coordenadora do Cras do Bequimão, Doudement Arouche Santos, explicou que o novo Cras ampliou a possibilidade de atendimentos

Além de facilitar o acesso a importantes programas de transferência de renda federais e estaduais, como o Bolsa Família e o Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), as unidades do Cras e Creas prestam atendimento em casos de violência, trabalho infantil, apoio a jovens, adultos e idosos. O atendimento é realizado tanto na sede, quanto em domicílio, a partir de visitas das equipes do Cras aos beneficiados dos 22 bairros integrantes da região coberta pelo Cras do Bequimão.

 

Nataly dos Santos, tem 26 anos e espera o primeiro filho, ela e outras 25 grávidas participam do grupo de gestantes que recebe apoio psicológico e assistencial da equipe do Cras. “A minha família já participava dos grupos do Cras, mas entrei para o de gestantes logo quando descobri que estava grávida. Elas me encaminharam para este grupo onde tiro dúvidas e aprendo várias coisas com outras mães de primeira viagem, sem falar no kit enxoval que recebi hoje. É uma ajuda que todos deveriam ter”, afirma a grávida.

Valorização às políticas de assistência social

Ao inaugurar sedes próprias de Cras e Creas em todo o estado, o Governo do Maranhão democratizou o acesso às políticas de assistência social e passou a atender demandas antigas dos municípios, que antes dispunham apenas de sedes alugadas. A obra de cada prédio custou entre R$ 440 mil a R$ 500 mil, onde R$ 40 mil do valor total são destinados a informatização e aquisição de mobília para cada unidade.

Uma série de serviços são oferecidos através do Cras do Bequimão beneficiando os moradores de 22 bairros. (Foto: Orcenil Júnior/Secap)

Uma série de serviços são oferecidos através do Cras do Bequimão beneficiando os moradores de 22 bairros

Seja o primeiro a comentar on "Novo Cras do Bequimão, em São Luís, atendeu 2 mil famílias em 4 meses"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*