Postos dos Sine oferecem mais de 1.500 vagas de emprego no estado

A busca ativa por vagas aumenta as chances de colocação. Candidatos podem monitorar as vagas pela internet

Há oportunidades para ocupações tradicionais da indústria, comércio e prestação de serviços. Estado busca melhorias para promover a inserção produtiva do trabalhador
Os postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Minas Gerais, coordenados pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), estão com mais de 1500 vagas abertas. A maioria das oportunidades para ocupações tradicionais da indústria, comércio e prestação de serviços, o que é uma grande oportunidade para quem começou o ano a procura de um emprego.

Na lista podem ser encontradas, por exemplo, diversas vagas para auxiliar administrativo, ajudante de cozinha, consultor de vendas, eletricista, faxineiro, garçom, mecânico, motorista, operador de caixa, padeiro, pedreiro, pizzaiolo, recepcionista e técnicos em geral.

Também há oportunidades para ensino superior – cirurgião dentista, farmacêutico, nutricionista, médico clínico e do trabalho – e para novas ocupações, a exemplo de sushiman, esteticista e personal training. Há, ainda, demanda para atividades bem específicas como queijeiro, vaqueiro e desossador.

“Levando em consideração o cenário econômico, 2016 deu uma recuperada, o desemprego desacelerou. Mesmo em uma situação de crise, onde postos de trabalho deixam de existir, alguns setores da economia continuam contratando”, salienta o diretor de atendimento ao trabalhador da Sedese, Marcel Cardoso Ferreira de Souza.

De acordo com Marcel, ser flexível e buscar qualificação ajudam na hora de conseguir um novo emprego. “Existem oportunidades, inclusive para aqueles que têm interesse em mudar de ramo. Ser flexível, neste momento, ajuda. Não é simples achar uma vaga no seu perfil exato”, avisa. “Quanto mais qualificação e atributos o trabalhador tiver, melhor”, acrescenta.

Outra dica é acompanhar, via internet, a atualização diária das vagas. “Isso evita o transtorno e o custo do deslocamento até a unidade do Sine. O atendimento presencial é importante, mas muitos trabalhadores podem fazer a consulta na internet, diminuindo o custo da busca pelo emprego”, sugere Marcel.

As vagas atualizadas diariamente podem ser consultadas no site da Sedese, no caminho: www.social.mg.gov.br > Cidadão > Vagas Sine. Elas também podem ser consultadas via sistema Mais Emprego, do governo federal, mediante cadastro prévio online.

Caça às vagas

Para abastecer o banco de vagas do Sine, a Sedese desenvolveu a Busca Ativa de Emprego, projeto que conquistou o segundo lugar no 1º Prêmio Inova Minas Gerais, na categoria Inovação e Melhoria de Processos/Ideias Inovadoras Implementáveis.

A ideia do projeto é que técnicos usem os dados da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, para identificar os setores econômicos que geram empregos nos municípios bem como as empresas com potencial de contratação.

Desse modo, o Sine deixa de apenas receber as ofertas vindas das empresas e, de maneira proativa, intensifica a busca pelas oportunidades existentes no mercado, levando-as ao conhecimento do trabalhador. “Quando as vagas não chegam de forma espontânea, tentamos enxergar a oferta de forma local e ser mais parceiro do empregador, saber quais vagas ele pode oferecer, com foco nos mercados que estão em desenvolvimento”, enfatiza Marcel.

Atualmente, o Busca Ativa de Emprego está em fase de implementação. O projeto já foi apresentado em treinamentos regionais realizados pela Subsecretaria de Trabalho e Emprego (Subte) em Montes Claros, Divinópolis, Ipatinga, Poços de Caldas, Uberlândia e Paracatu para coordenadores e colaboradores das unidades do Sine, e ainda para algumas diretorias regionais da Sedese.

Em 2017, a expectativa é de que a metodologia também seja implementada nas Unidades de Atendimento Integrado (UAI) e consolidada nos Sines.

Sines em Minas

Em Minas Gerais existem 133 Sines administradas pelo Estado, sendo 7 somente na capital. Para se candidatar as vagas o trabalhador deve comparecer munido da Carteira de Identidade e CPF. Clique aqui para visualizar as unidades do Sine em Minas.

Em alguns municípios, o atendimento do Sine funciona dentro das UAIs, vinculadas à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Clique aqui para acessar o endereço de todas as UAIs no estado.

Seja o primeiro a comentar on "Postos dos Sine oferecem mais de 1.500 vagas de emprego no estado"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*