Programa Menor Aprendiz e estágios são a porta de entrada no mercado de trabalho


A falta de experiência é um problema que várias pessoas enfrentam na hora de ter o primeiro emprego

É comum que nos anúncios de emprego a experiência seja um pré-requisito. Mas os jovens profissionais que desejam entrar no mercado de trabalho esbarram neste problema. Os estágios e programas como Menor Aprendiz são uma ótima forma de ultrapassar esta barreira.

A BRBCARD é uma companhia que colabora com o crescimento do mercado de trabalho e tem as portas abertas para os jovens que gostariam de trabalhar. “Na história da BRBCARD, são muitos os exemplos de colaboradores que ingressaram como estagiários e menor aprendizes e, posteriormente, dada a qualidade do seu desempenho e resultados entregues, foram admitidos como empregados de carreira”, contou a gestora de pessoas, Eliane Bruna Oliveira.

A companhia foi a primeira a abrir as portas para a brasiliense Karina Ferreira de Matos. Ela entrou na BRBCARD aos 16 anos, onde atuou como menor aprendiz por dois anos. Em seguida, se tornou estagiária de área de gestão de pessoas e logo após um ano foi efetivada. “Hoje sou assistente administrativa e estou no segundo semestre de psicologia. Escolhi este curso porque amo e tem relação com a área em que trabalho na BRBCARD”, explicou a jovem.

Números

Desde 2004, a BRBCARD já teve 205 estagiários. O programa Menor Aprendiz passou a fazer parte da empresa em 2008, contando até hoje com 23 participantes. Existe a expectativa de estabelecer assim uma relação de troca através da qual o futuro jovem profissional adquire experiência, assimila e se adapta a cultura da organização.

O dia a dia dos colaboradores da BRBCARD é pautado pelos desafios abraçados pelos diferentes setores da empresa. Para isso, a companhia prioriza um bom clima organizacional, que passa por benefícios interessantes para o corpo funcional como uma sala de descanso e capacitação para todos.

Seja o primeiro a comentar on "Programa Menor Aprendiz e estágios são a porta de entrada no mercado de trabalho"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*