DF registra 160 casos prováveis de dengue desde o início do ano

Houve ainda 13 probabilidades de febre chikungunya e 15 de zika vírus, de acordo com boletim da Secretaria de Saúde 

O Distrito Federal registrou 160 casos prováveis de dengue até a quarta semana de 2017. Desses, 124 são de residentes locais e 36 oriundos de outras unidades federativas. Os dados constam do Informativo Epidemiológico nº 5, de 2017, divulgado pela Secretaria de Saúde nesta quarta-feira (1º).Em comparação com 2016, na mesma data, já haviam sido registrados 2.189 casos prováveis de dengue em moradores da capital do País. Gama, Sobradinho, Planaltina e São Sebastião foram as regiões administrativas com maior número de infectados neste ano.

As quatro cidades somaram 48 casos, o que corresponde a quase 39% do total. Até o momento, não foram anotadas ocorrências graves nem mortes por dengue em 2017 no DF. No mesmo período do ano passado, houve cinco casos graves e dois óbitos.

Febre chikungunya e zika vírus no DF

O informativo também revelou que Brasília teve 13 prováveis acometidos por febre de chikungunya até a quarta semana de janeiro. Seis eram moradores de fora e sete, residentes das regiões do Gama, de Samambaia, de Santa Maria, de São Sebastião e de Vicente Pires.

Quanto ao zika vírus, foram notificados 15 casos prováveis, dos quais uma pessoa é residente no Guará, três são de Samambaia, uma de São Sebastião e outra de Taguatinga. As demais nove moram em outras regiões do País. Não há notificação da doença em gestantes até o momento em 2017, de acordo com dados da secretaria.


Seja o primeiro a comentar on "DF registra 160 casos prováveis de dengue desde o início do ano"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*