Informação & Tecnologia | A Tecnologia e a salvação da crise econômica


O encontro, convocado pelo deputado federal Izalci Lucas para esta terça-feira (31), esperava reunir 30 parlamentares eleitos pelo DF e que atuam tanto no Congresso Nacional quanto na Câmara Legislativa. A intenção foi a criação de um Comitê Parlamentar para Avaliação Estratégica (CPAE) que ficará responsável pela análise de projetos que deveriam estar em andamento, mas estão parados por problemas administrativos ou orçamentários.  Seria o esforço conjunto que há muito tempo vem sendo cobrado, para tirar Brasília da crise que tem afetado todos os setores da economia.

Para a surpresa de todos, Rollemberg convocou um encontro de última hora com os parlamentares em uma tentativa de esvaziar uma reunião que poderia ser uma tábua de salvação. O resultado é que o governador tirou de um grupo tão relevante a sua base e tornou o Comitê uma ação de oposição. A atitude do governador nos faz pensar que o GDF, milagrosamente, tem a solução para todos os problemas da cidade. Só se recusa ajuda quem está muito seguro de que tem a crise nas mãos e pode acabar com ela a qualquer momento, ou ainda quem não quer ter as vísceras expostas.

O Sindicato da Indústria da Informação do DF (SINFOR/DF) pediu assento no grupo gestor do Parque Tecnológico Capital Digital – após anos de pesquisas e estudos de casos sobre o tema – e foi preterido em prol da biotecnologia. Em seguida, foram solicitados ao governo incentivos fiscais para que o setor pudesse se voltar à inovação, pleito ainda pendente. Agora, novamente, pedimos para que nos deixem participar do Comitê que quer tirar Brasília do sufoco.

A Ciência, a Tecnologia e a Inovação são temas inerentes a todos os tópicos que serão debatidos quinzenalmente pelos deputados e senadores. Há tempos, os empresários do setor têm suportado a crise por si só e gerado frutos relevantes. Enquanto o Brasil enfrentava o topo da crise, em 2014, a TI cresceu em cerca de 10%, acima da média nacional e com desempenho ainda melhor do que a expectativa dos especialistas.

São mais de R$ 3 bilhões de receitas anuais (dados de 2014) gerados a partir dos investimentos realizados pelos empresários sem o devido incentivo do governo. Mais de 30 mil trabalhadores sobrevivem de ganhos obtidos pela Tecnologia da Informação na cidade.

É notável o conhecimento dos líderes do Legislativo a respeito dos benefícios de investimentos em Tecnologia. São anos de experiência, reuniões, projetos e queremos ter nosso potencial explorado ao máximo. Estamos clamando por participação, contribuição de bom grado, com desejo de ver essa cidade se tornar um polo de TI e modelo de desenvolvimento socioeconômico por meio da inovação.

Sabemos de onde vem a crise, sabemos que ela tem diversas facetas, sabemos que ela se expande para áreas que afetam diretamente o bem-estar humano. Tradicionalmente, nos países mais desenvolvidos, a primeira opção em momentos de crise é a TI. Cidades como Fairfax (Estados Unidos), que correu risco de tornar-se fantasma, tiveram suas matrizes econômicas completamente voltadas à Tecnologia para alcançar um desempenho extraordinário no ranking global.

Toda ajuda deve ser bem vinda. Estamos estendendo nossas mãos como representantes do setor privado para contribuir com o crescimento do país. O deputado Izalci Lucas é sensível à causa e esperamos que nos inclua no pacto pelo bem. A TI é, e sempre será, aliada ao desenvolvimento do ser humano e do bem-estar da população.


*Ricardo Caldas, presidente da Telemikro e do Sindicato das Indústrias da Informação do Distrito Federal

Seja o primeiro a comentar on "Informação & Tecnologia | A Tecnologia e a salvação da crise econômica"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*