Cidades Limpas inicia mutirão de duas semanas em São Sebastião

Cerca de 135 mil habitantes serão beneficiados com ação de tapa-buraco, recolhimento de entulho, poda de árvores, limpeza e reparo de bocas de lobos. Na manhã desta segunda-feira (13), área próxima à Feira Permanente teve a grama cortada

Apesar de morar há 30 anos em São Sebastião, o agricultor Francisco Santos, de 62 anos, nunca havia visto uma ação tão grande de limpeza. “Com toda essa estrutura, vamos ganhar uma boa melhora no aspecto das ruas”, acredita. Ele se referia ao início do Cidades Limpas na região administrativa, nesta segunda-feira (13).

São Sebastião é a oitava a receber o mutirão organizado pela Secretaria das Cidades. Até 24 de fevereiro, cerca de 300 trabalhadores estarão mobilizados, entre servidores públicos e funcionários de empresas que já mantêm contratos com o governo.

O programa concentra serviços de limpeza, conservação e revitalização em esquema de força-tarefa. “É um trabalho que também conscientiza a população sobre a necessidade de manter sua região cada vez mais bonita”, destacou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que esteve no local nesta manhã.

De acordo com o administrador de São Sebastião, Rodrigo Pradera, a região tem cerca de 135 mil habitantes e o papel de cada um será fundamental para o sucesso da operação. “O Estado sozinho não consegue fazer tudo, precisamos muito da ajuda de cada morador para manter tudo limpo”, enfatizou.

Nesta edição, a operação está concentrada em ações de tapa-buraco, recolhimento de entulho, poda de árvores, limpeza e reparo de bocas de lobos, revitalização de meio-fios e de sinalização de trânsito. Além disso, estão programadas ações de manejo ambiental para o combate ao mosquito Aedes aegypti.

Somada às ações do governo de Brasília, principalmente por meio da atuação da Secretaria de Saúde e do Corpo de Bombeiros Militar do DF, o Cidades Limpas é um dos responsáveis por reduzir as notificações de dengue nas primeiras cinco semanas de 2017. Foram 295, o equivalente a 92,8% menos que os 3.873 do mesmo período de 2016. Do total de infecções, 185 são prováveis, 94% a menos que no ano passado, quando a Secretaria de Saúde anotou 3.174 registros da doença. Os números são do Boletim Epidemiológico nº 6, de 2017.

O programa já passou por outras sete regiões: Gama, Itapoã, Paranoá, Ceilândia, Brazlândia, Estrutural e Planaltina.

Também participam da ação, a Administração Regional de São Sebastião, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Departamento de Trânsito (Detran), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Companhia Energética de Brasília (CEB), a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), a Secretaria de Saúde, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab).


Seja o primeiro a comentar on "Cidades Limpas inicia mutirão de duas semanas em São Sebastião"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*