Peixes da Amazônia está certificada para exportar para os Estados Unidos

Peixes da Amazônia está oficialmente certificada para exportar pescado para os Estados Unidos. Certificação foi emitida na sexta, 24 (Foto: Ricardo Stuckert)

Mais uma grande conquista para a indústria acreana: o Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia está oficialmente certificado para exportar o pescado do Acre para os Estados Unidos da América (EUA). A autorização foi emitida na sexta-feira, 24.

O secretário de Indústria e Comércio do Acre, Sibá Machado, disse que as negociações com o mercado americano se iniciaram ainda no ano passado, tendo forte intervenção do governo. Com a ida do governador Tião Viana aos Estados Unidos em janeiro deste ano, foi possível avançar nas negociações e dar celeridade à emissão da certificação.

“O Serviço de Inspeção Federal (SIF) autoriza a exportação da Peixes, mas cada país tem regra própria, por isso estamos contactando outros países para ofertar o nosso produto. Foram feitos vários testes rigorosos até se chegar a essa certificação. Com esse resultado, a peixes está apta a vender pescado para os EUA”, contou o gestor.

Presente nas principais redes de supermercado e restaurantes do Brasil, o pescado produzido e processado no Acre avança consolidando mercados nos grandes centros e também fora do país. Só para o Peru, por exemplo, a empresa já exporta cerca de 20 toneladas de pescado a cada dez dias.

“Conseguir a certificação em outros mercados, como os Estados Unidos, que é altamente exigente e tem um consumidor estratégico, é um passo e tanto para o Acre. Esse certificado só foi conquistado graças ao atendimento de um conjunto de exigências do ponto de vista sanitário e de qualidade dos nossos produtos. Em breve nossa carteira de clientes nos EUA estará consolidada”, afirmou Inácio Moreira, diretor da Agência de Negócios do Acre (Anac).

Política de expansão de mercado

A Peixes da Amazônia avança numa política de expansão no mercado nacional e internacional com firmeza e celeridade. Com produtos de alto valor agregado, conquistou grandes mercados do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. A expansão segue com prospecção para as vendas internacionais, como é o caso da China, que está etapa de negociação avançada.

Um cliente bastante estratégico da indústria nesse aspecto, é a LSG Sky Chefs, empresa multinacional e uma das maiores fornecedoras de refeições para diversas empresas aéreas que fazem rotas nacionais e internacionais.

“Esse é um espaço de degustação estratégico que pauta os restaurantes de outros países, quando os clientes degustam nosso pirarucu e o pintado e propagam a qualidade do nosso produto”, destacou Moreira.

Em pleno funcionamento, a Peixes da Amazônia tem estrutura e capacidade para alcançar a cifra de até 20 mil toneladas de peixe processados por ano, o que pode resultar num faturamento anual de até R$ 270 milhões. Atualmente, funciona utilizando cerca de 20% de sua capacidade com perspectivas de avanços e progressões nos próximos meses.

Seja o primeiro a comentar on "Peixes da Amazônia está certificada para exportar para os Estados Unidos"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*