Ministro destaca importância do Pró-família e Criança Feliz no combate à miséria


O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, destacou a importância do acompanhamento infantil nos primeiros mil dias de vida e a direta relação com o combate à miséria e apoio para o desenvolvimento social. A avaliação foi feita durante solenidade realizada no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, na semana passada, para lançamento dos programas sociais Criança Feliz e Pró-família.

O Criança Feliz contou com a adesão do Governo do Estado em 37 municípios e vai atender 5.950 crianças de até seis anos de idade.  “Iniciamos uma caminhada muito importante para a diminuição das desigualdades sociais por meio do investimento no início da vida. Vamos trabalhar juntos para estimular o desenvolvimento das crianças, o que terá impacto na escolaridade e na renda. Este grande programa de primeira infância vai ajudar em médio e longo prazo a redução da pobreza, principalmente entre as famílias mais vulneráveis”, afirmou o ministro.

Instituído pelo Governo Federal no âmbito das políticas públicas protetivas à primeira infância, o programa busca assegurar a integralidade do direito social pela proteção integral das pessoas em situação de vulnerabilidade social, no ciclo etário de até seis anos completos de idade.

O atendimento vai priorizar gestantes e crianças de até três anos, beneficiárias do Bolsa Família, e as de até seis anos que são assistidas pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC). As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares periódicas de orientação sobre a melhor forma de promover o desenvolvimento integral das crianças.

No estado de Mato Grosso, a gestão do programa Criança Feliz está sob coordenação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), que terá a função de articulação interinstitucional das ações e mediará a participação social ao programa, além de promover a integração das ações com vistas à efetividade.

Em todo o país, 2.547 municípios já participam do Criança Feliz. Em abril, os municípios terão uma nova oportunidade de aderirem ao programa. A iniciativa terá como ponto central a visita domiciliar. Técnicos capacitados irão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente nos primeiros mil dias de vida.

Pró-Família

O programa Pró-Família é uma iniciativa do Governo do Estado de Mato Grosso para dar apoio multidisciplinar para as 35 mil famílias mais vulneráveis de Mato Grosso. Na solenidade, realizada na quinta-feira (16.03), mais de 40 municípios, 17 entidades e representantes da sociedade civil organizada aderiram à iniciativa.

O titular da Setas, Max Russi, destacou que os programas são importantes para as 163 mil famílias em situação de pobreza em Mato Grosso. Neste primeiro momento, 35 mil famílias serão atendidas.

Ele lembrou que a transferência de renda, no valor de R$ 100,00 por meio do Cartão Pró-Família, será apenas uma das ações. O programa contempla ainda o auxílio nas áreas de saúde, educação nutricional, capacitação profissional e habitação.  “O Governo não tem condições de transformar, sozinho, a realidade dessas famílias, com o desemprego em alta e dificuldades financeiras em todas as regiões do Estado. Mas com o apoio dos prefeitos, todas essas instituições, clubes de serviço, e de pessoas que realizam ações sociais poderemos melhorar a condição alimentar e transformar a realidade social das famílias mato-grossenses”, complementou Russi.

Seja o primeiro a comentar on "Ministro destaca importância do Pró-família e Criança Feliz no combate à miséria"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*