Caiado quer mudanças na fiscalização, mas defende credibilidade da carne brasileira


O senador Ronaldo Caiado (Democratas-GO) comentou as consequências da Operação Carne Fraca, defendeu a credibilidade do setor produtivo e cobrou maior rigor na fiscalização sanitária.
Em conversa com a imprensa nesta segunda-feira (20/03), o senador lembrou que a carne brasileira passa por um dos controles sanitários mais rigorosos do mundo. Ele também lamentou a repercussão negativa e que estendeu erroneamente o problema para toda a cadeia produtiva.
“Sei muito bem que poucos países do mundo possuem um rigor sanitário tão exigente quanto o nosso. Da forma como se disseminou a informação parece que o problema se estendeu ao país inteiro, o que não é verdade. A ação criminosa de alguns não pode contaminar aquilo que construimos no decorrer de muitos anos que é a credibilidade da carne brasileira no mercado externo”, defendeu.
Ao citar medidas para que o esquema desvendado na operação não volte a ocorrer, Caiado falou sobre a possibilidade de alterar o modelo de fiscalização para que empresas terceirizadas realizem o serviço.
“Além de punir os responsáveis e exigir uma maior transparência para o consumidor, duramente penalizado por esse ação, é preciso exigir que cargos técnicos não tenham indicações políticas. Em seguida, devemos criar auditorias terceirizadas que possam fazer a inspeção de forma imparcial, assim como a realização de rodízio rápido entre fiscais nos postos de controle para não possibilitar essa relação que vimos nas gravações”, sugeriu.

Seja o primeiro a comentar on "Caiado quer mudanças na fiscalização, mas defende credibilidade da carne brasileira"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*